O nosso idioma - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Português na 1.ª pessoa O nosso idioma
Textos de investigação/reflexão sobre língua portuguesa.
Dia Mundial da Língua Portuguesa em 2021
Um idioma multifunções

Seleção de textos jornalísticos publicados em Portugal para assinalar o Dia Mundial da Língua Portuguesa em 2021.

Uma língua que cresceu 27 vezes
O interesse pelo português no passado e na atualidade

«Será possível (...) que as empresas portuguesas não tenham vantagem em poder usar uma língua que é falada por países que juntos equivalem ao sexto PIB na hierarquia das potências económicas?» Pergunta o jornalista Leonídio Paulo Ferreira na reflexão com que assinala o Dia Mundial da Língua  Portuguesa de 2021, publicada no Diário de Notícias em 5 de maio de 2021, e aqui transcrita com a devida vénia.

Português. Quanto vale a língua mais falada no hemisfério sul?
Os falantes e os estudantes do idioma em números

«(...) [O]s grandes volumes de estudantes de Português fora dos nove países da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP) vêm de países com comunidades de emigrantes como a França, a Suíça ou os Estados Unidos, mas além dos gigantes asiáticos, gigantes populacionais mas também económicos, existem mais alguns casos de verdadeiro sucesso da aprendizagem [entre eles, o Senegal e a Espanha]» – afirma Leonídio Paulo Ferreira neste artigo publicado no Diário de Notícias no Dia Mundial da Língua Portuguesa, em 5 de maio de 2021.

A língua entranhou-se tanto <br>que já sonham em português
Seis histórias de cidadãos estrangeiros a viver em Portugal

«Agne, Alvaro, Ianina, Moncho, Richard e Thuy Tiên são seis estrangeiros que vivem em Portugal há décadas. Para alguns, a língua portuguesa foi inicialmente uma dificuldade e o principal obstáculo na adaptação ao país. Para outros, que já tinham bases de latim ou sabiam outras línguas românicas, aprender a língua não custou assim tanto.»

As diferentes experiências de estrangeiros radicados em Portugal com a aprendizagem e o uso quotidiano do português dão matéria para este trabalho da jornalista Mara Tribuna, transcrito, com a devida vénia, da edição digital do semanário Expresso, em 5 de maio de 2021, Dia Mundial da Língua Portuguesa. 

Uma língua do mundo, para o mundo
O franco crescimento do português no domínio económico

«Somos mais de 260 milhões de falantes, repartidos pelos cinco continentes, seremos 400 milhões dentro de trinta anos, 500 milhões até ao final do século» – estima Francisco André, secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, em artigo saído no Público no Dia Mundial da Língua Portuguesa, em 5 de maio de 2021.

O que queremos desta língua?
No Dia Mundial da Língua Portuguesa

«Há quem ache que o português é só dos portugueses e apenas Portugal tem autoridade para mandar nele», os que acham «que o português são dois: o que se fala no Brasil (que já nem português é) e a "variedade euro-afro-asiática e oceânica"» e os que acreditam numa língua pluricêntrica —  escreve neste artigo* a  linguista Margarita Correia,  a propósito da celebração do Dia Mundial da Língua Portuguesa. Seguem-se, no fim, ligações para quatro otros textos publicados na imprensa portuguesa relativos ao Dia  Mundial da Lingua da Língua Portuguesa (2021).

*Artigo publicado no Diário de Notícias em 3 de maio de 2021.

 «Póvoa de Varzim» e «Póvoa
Os artigos definidos e alguns topónimos

O nome da cidade de Póvoa de Varzim aparece muitas vezes dito e escrito como "Póvoa do Varzim", uso que encontra pararelo noutros casos da toponímia de Portugal. Um texto de Carlos Rocha sobre os topónimos e a eventualidade de terem o artigo definido associado.

Isso, isso, isso
O (ab)uso de isso

«[R]ecentemente, em minhas revisões, fui assombrado com uma tradução de cinquenta páginas de arquivo de texto em que pude somar nada menos que duzentos e vinte e sete issos. Uma média de quase cinco por página. Foram construções como "Eu não disse isso", "Grato por isso", "Sou incapaz disso", "Ele percebeu isso»", "Sei disso", "Depois disso", "Com relação a isso", etc., etc., etc.» O revisor Gabriel Lago queixa-se da repetição do demonstrativo isso e dá sugestões para evitar a monotonia.

Artigo publicado no mural Língua e Tradição (Facebook, 23 de abril de 2021).

Viver
Do existir ao fruir

Os significados do verbo viver em tempos de pandemia dão tema à crónica da professora Carla Marques no programa Páginas de Português, da Antena 2 (de 25 de Abril de 2021).

A magia da palavra...
A língua como património cultural partilhado

«O fundamental é que saibamos comunicar, que nos façamos entender corretamente, tal como nos ensinaram os melhores cultores do nosso idioma» – sublinha o professor universitário e político Guilherme d'Oliveira Martins a respeito da necessidade de falar e escrever bem o português onde quer que este idioma se use e apesar de eventuais controvérsias sobre aspetos normativos, designadamente, a ortografia.

Crónica publicada no Diário de Notícias em 20 de abril de 2021.