Imagem da abertura

1. É certo que, em Portugal, o Mundial de Futebol, que decorre no Catar até 18 de dezembro, concentra as atenções por motivos desportivos e fortemente políticos. Mas há mais mundo, e as notícias continuam a documentar tristemente o clima de confronto vivido não só na Ucrânia mas também noutras latitudes. Entretanto, a pandemia regressa à ordem do dia por causa do confinamento forçado de mais de seis milhões de pessoas na cidade chinesa de Zhengzhou. Esta medida do governo chinês, muito criticada por vários setores, motiva o registo da expressão «confinamento forçado» no reportório vocabular e fraseológico A covid-19 na língua, que inclui ainda duas outras entradas: «hesitação vacinal», relativo às conclusões de um estudo internacional sobre a eficácia dos apelos à vacina; e vacinómetro (no Brasil, vacinômetro), que denomina os projetos de monitorização da taxa de cobertura da vacinação contra a gripe.

2. Diz-se «António Silva estreia-se "a" titular» ou «estreia-se "como" titular»? A primeira frase, que está incorreta, foi proferida no contexto do Mundial de Futebol de 2022 e é comentada no Consultório, onde encontram resposta ainda mais seis perguntas, num total de sete: a que classe de palavras pertence «ao fim de»? Que verbos se associam à expressão idiomática «pedra no sapato»? Adicionar e acrescentar são sinónimos perfeitos? Que modalidade configura o aviso «não deves pisar a relva»? Como se usa a locução latina ex vi («por força») numa frase? E como se explica a expressão «nada não», uma negação que parece típica da região da Covilhã (Beira Baixa)?

3. Na Montra de Livros, apresentam-se duas publicações: Roteiro Afetivo das Palavras Perdidas (ed. Tinta-da-China), da autoria de António Mega Ferreira, que resgata 80 termos em desuso, «envelhecidos pelo tempo ou caídos no esquecimento»; e o número 9 da Revista da Associação Portuguesa de Linguística, composto por 20 artigos apresentados no XXXVII Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística, realizado em 28 e 29 de outubro de 2021.

4. Continuando no âmbito da investigação linguística, inclui-se um miniglossário desta área em O Nosso idioma. Trata-se da tradução de uma lista de termos que faz parte do número 186 (dezembro de 2022 e janeiro de 2023) de Le Monde Diplomatique

5. O que significa almeirão? É palavra empregada para designar uma variedade do Cichorium intybus, segundo Miguel Boieiro, autor de um apontamento que, nas Diversidades, se transcreve, com a devida vénia, da revista Todos P'ra Mesa. Na mesma rubrica, outro tema, este bem afastado do mundo natural: a tradução automática, cada vez mais aperfeiçoada, com aplicações e equipamentos extremamente ágeis, como são os tradutores de bolso, conforme dá conta Sara Mourato numa reflexão à volta do impacto tecnológico na necessidade de aprender línguas.

6. Ainda a propósito das profundas alterações (boas e más) trazidas pelos equipamentos eletrónicos à comunicação humana, refira-se a crónica que o escritor e jornalista Miguel Esteves Cardoso assinou com o título "Isto foi escrito por ti?" no jornal Público em 25/11/2022 e da qual se seleciona o seguinte comentário: «Há uma vítima da saturação telemobilista: a caligrafia. Nunca vi tanta gente bem-educada com letras tão feias. Algumas nem sequer sabem segurar uma caneta de tinta permanente.»

7. Já se falou aqui de tradução, atividade sempre estimulante, pelo contacto que supõe com outras visões do mundo, presentes e passadas. Da noite dos tempos, vem a epopeia de Gilgamés (ou Gilgamesh)*, uma das primeiras obras da literatura mundial, de origens sumérias e hoje atestada por registos que remontam ao segundo milénio a. C. A obra tem tido tradução em português, e o seu maravilhoso mitológico é susceptível de adaptações para cativar um público mais alargado. Tudo isto justifica, portanto, que se assinale a iniciativa do contador, escritor e ilustrador Rodolfo Castro, que concebeu O Abismo de Gilgamesh, obra que é apresentada em 26/11/2022, às 16h30, no CONTAMINA – Festival de Contos da Maia.

* Gilgamés é a forma portuguesa registada no Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras. Também é possível a forma Gilgamexe.

8. Sobre os temas de três dos programas transmitidos pela rádio pública de Portugal, nos quais se fala da língua portuguesa:

– as VIII Jornadas de Língua Portuguesa – Investigação e Ensino, que decorreram na Cidade da Praia, em Cabo Verde, entre os dias 8 e 11 de novembro em  Língua de Todos, na RDP África (sexta-feira, 25/11/2022, às 13h20*; repetido no dia seguinte, c. 09h05*);

– ainda as homenagens a José Saramago, por ocasião do centenário do seu nascimento, em Páginas de Português, na Antena 2, no domingo (27/11/2022, 12h30*; repetido em 03/12/2022, às 15h30*), programa que inclui um apontamento da professora Carla Marques a respeito da originalidade do discurso direto na obra saramaguiana;

– de 28 de novembro a 2 de dezembro, O Brevíssimo Dicionário dos Snobs, da escritora Rita Ferro, em Palavras Cruzadas, um programa de Dalila Carvalho na Antena 2, de segunda a sexta (às 09h50* e 18h50*).

* Hora oficial de Portugal continental.

Ver mais
Destaques