Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Abertura Ver mais

1. Uxoricídio e feminicídio: qual a diferença entre estes dois termos da área penal? E se o último nem tem ainda registo dicionarístico, qual a necessidade dessa recorrente distinção na imprensa? – é umas das 12 perguntas a que damos resposta no consultório da presente atualização do Ciberdúvidas*. E ainda esta outra, igualmente do domínio da semântica: «Ao ler a ode Nem vã esperança vem, não anos vão, de Ricardo Reis, encontrei no quinto verso a palavra labento. Em vão procurei esta palavra (…). Qual o [seu] significado?»

* Pelas razões já anteriormente expostas, o Ciberdúvidas passou a assegurar as suas atualizações temáticas apenas uma vez por semana – agora à terça-feira. Entretanto, sempre que a atualidade ou a relevância informativa o justificar, não deixaremos de o assinalar nos Destaques que vão sendo renovados neste período.  

2. Da sintaxe, deixamos três esclarecimentos sobre modificadores (dois restritivos do nome e um do grupo verbal), sobre o predicativo do sujeito, um caso de ambiguidade por via de um sujeito subentendido e, da pontuação, à volta do uso das aspas (e quais).

3. Oficialmente em vigor em Portugal desde 13 de maio de 2009, o Acordo Ortográfico volta a ser questionado na Assembleia da República. A iniciativa agora é da responsabilidade do grupo parlamentar do Partido Comunista Português, com o Projeto de Resolução n.º 1340/XIII – 3.ª, levado a plenário no dia 21 do presente mês de fevereiro. As suas cinco propostas de recomendação ao Governo encontram-se aqui detalhadas.