Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Campo linguístico: Abreviaturas
José de Vasconcelos Saraiva Estudante de Medicina Foz do Iguaçu, Brasil 3K

Pode dizer-se que fr. é abreviatura da forma frei?

Obrigado.

Inês Silva Estudante Portugal 136K

A confusão acerca do uso das expressões latinas idem e ibidem é grande... Gostaria de saber qual a forma correta de usar estas expressões em citações bibliográficas, pois já aqui li que ibidem deve usar-se sempre precedida de idem, mas também já li que se deve usar isolada, caso o nome do autor, a obra e a página sejam os mesmos.

Pode usar-se ibidem sem ser precedida de idem? Se sim, em que circunstâncias? E idem pode usar-se sem mais informação? Qual a forma correta se quiser citar o mesmo autor e obra diferente? E o mesmo autor, mesma obra e página diferente? E se for tudo igual (autor, obra e página)?

Muito obrigada!

Humberto Aparecido Santos Servidor público Rio de Janeiro, Brasil 111K

O símbolo do litro pode ser minúsculo ou maiúsculo? As duas formas (l e L) estão corretas? Isso vale para os múltiplos e submúltiplos: quilolitro (kl ou kL), mililitro (ml ou mL), etc.?

[...] [A]lgumas empresas, multinacionais e brasileiras, por exemplo, a Coca-Cola Brasil, fazem o seguinte: na garrafa de dois litros está escrito 2 L (com maiúscula), mas na tabela nutricional está escrito 200 ml (com minúscula). É correto usar a letra ele maiúscula (L) só para o litro e usar a letra ele minúscula (l) só para os múltiplos e submúltiplos? Resumindo: A pessoa pode escrever no mesmo texto 2 L (com maiúscula) e 200 ml (com minúscula)? Está errado?

O símbolo "mL" (com maiúscula) é válido para o mililitro? Se não for, eu tenho que usar "ml" (com minúscula)? O símbolo do mililitro é ml (com minúsculo), mas vejo várias pessoas usando mL (com maiúsculo). E agora?

Ferdinand Le Tout Estudante Rio de Janeiro, Brasil 5K

Tenho um colega que documenta a maneira como as pessoas falam em uma vila. Lá, há pessoas que costumam usar «pá pá pá». Elas fazem construções como:

«Encontrei fulana no mercado e ela disse que está muito feliz, que seu filho estuda Medicina, que a namorada dele é linda e "pá-pá-pá".»

Qual seria a melhor maneira de classificar este tipo de construção? Há alguma figura de linguagem que se enquadre nesse caso?

Guilherme de Almeida Professor aposentado Lisboa, Portugal 29K

Nos nomes dos religiosos, após Padre "X", Frei "Y", Fulano "Z", os religiosos inserem um código de duas letras, de significado nebuloso e  que não vejo em lado nenhum explicado. Uns escrevem "SJ" após o nome; outros apõem "SI", [...]  e outras siglas ainda. Contrariando todas as regras do bom uso de siglas, eles não as explicam em lado nenhum, assumindo – erradamente – que toda a gente as saberá ou deverá saber, coisa de que eu duvido muito. O que significarão, ao certo, essas siglas misteriosas?

Alexsander da Silva Oliveira Assistente Administrativo Brasília, Brasil 38K

Gostaria de saber qual o emprego correto dos pronomes relativos na seguinte frase:

«A seguradora "a que ou à qual" pagamos o seguro do carro faliu.»

Entendo que «à qual» ocorre porque se entende o verbo pagar como VTDI [verbo transitivo direto e indireto], ou seja, paga-se algo (o seguro do carro) a alguém (a seguradora). Porém, não entendo por que poderá ocorrer «a que».

Franqueira Neto jornalista Macau, Macau 86K

O ponto utilizado na abreviatura de uma palavra é dispensado quando a palavra abreviada termina uma frase, servindo o ponto final da frase para abreviar essa mesma palavra. Em resposta a pergunta anterior, ficou claro que o mesmo não se passa se a frase terminar com um outro sinal de pontuação diferente. No entanto, é comum ver-se o uso da abreviatura de "observações" normalmente seguida de dois pontos, sem o ponto da abreviatura da palavra [Obs:]. Isto é aceitável?

Laís Reis Tradutora Brasil 27K

Gostaria de saber como os símbolos de €, £, e $ devem ser escritos – antes ou depois do número – na linguagem padrão da língua portuguesa. Por vezes, percebo que o euro se encontra à direita do valor, como em «30 €». Como não me refiro às outras moedas com tanta frequência, surgiu a dúvida de como escrevê-las corretamente. Alguém sabe?

Grata desde já.

Carlos Luz Docente Portimão, Portugal 5K

[...] O símbolo informático «@» é usualmente conhecido com o nome de «arroba» somente em dois países: Portugal e Brasil. No resto do mundo diz-se «at», querendo a preposição de língua inglesa significar, neste caso, que em qualquer endereço de correio electrónico, as letras situadas antes do símbolo «@» designam o nome pelo qual o usuário do email é conhecido (mesmo que não seja o nome próprio); e as letras a seguir ao «@» informam-nos acerca do servidor no qual o email desse usuário está alojado. Assim, a utilização do símbolo informático «@» em contexto de escrita (quer dizer, fora da utilização estrita da finalidade de assinalar o email) é um exemplo extremo da devastação linguística, neste caso do politicamente correcto da «ideologia de género», que utiliza o argumento da neutralidade sexual como pretexto para danificar a língua portuguesa.

A utilização do «@» não deve confundir-se com empréstimo de palavras de outras línguas. Do francês, no passado, e do inglês mais recentemente, particularmente do inglês relativo ao contexto informático («hardware», «software», «mouse» etc.). Docentes universitários, inclusive, intoxicados pela epidemia intelectual e cognitiva da «ideologia de género», já começam a dirigir-se aos alunos escrevendo «tod@s», querendo significar «todos e todas» (pelos vistos, já não chega escreverem «todos/as»). Estamos em presença de um erro desvairado e monstruoso de escrita.

A propósito: alguém sabe como é que se pronuncia «tod@s»? Como reagir face à generalização da utilização linguisticamente errada do símbolo «@» na escrita? Apelar aos linguistas conscientes para que denunciem esta monstruosidade? Apelar para a Academia das Ciências?

Luis Novais Epidemiologista Lisboa, Portugal 1K

Qual é a forma correcta: «infecção pelo VIH», ou «infecção por VIH»?

Muito obrigado.