Início Respostas Consultório Campo linguístico: Deixis
Ana Vilaça Professora Vila Nova de Famalicão, Portugal 453

Na frase «a imagem desapareceu do espelho», a expressão «do espelho» desempenha a função de complemento oblíquo, ou de modificador do grupo verbal?

Muito obrigada.

Luís Pereira Professor Coimbra, Portugal 448

Por que motivo se designa, nalguns manuais, a categoria de pronome pessoal, quando este não se refere a uma pessoa, mas sim a um objeto? Parece-me incoerente. Vejamos o caso: «Vamos comprá-la (uma casa).» Neste exemplo seguinte já faz sentido: «Ele cumprimentou-a (a Raquel).» Podiam explicitar-me o motivo de se chamar pronome pessoal no primeiro caso?

Muito obrigado pelo vosso tempo.

 

Albano Epalanga Estudante Lobito, Angola 709

Quando é que se usa as expressões esse e este, dado que os dois são pronomes demonstrativos?

Sandra Sousa Évora, Portugal 1K

Pode-se dizer «ainda não lá fui» em vez de «ainda não fui lá»?

Daniel Morais Tradutor Madeira, Portugal 590

Gostaria de saber se podemos dizer «ele fez-se amigo de mim», ou se devemos dizer apenas «ele fez-se meu amigo». Se não for possível, gostaria de saber a razão, sobretudo porque creio ser possível dizer «ele fez-se amigo dele/ele fez-se amigo de João», assim como «ele fez-se seu amigo», etc.

Obrigado e continuação do bom trabalho.

João Bap aposentado Belo Horizonte, Brasil 4K



Qual das seguintes frases está correta?

a) Aquele do qual enaltecemos as qualidades e minimizamos os defeitos.

b) Aquele de quem enaltecemos as qualidades e minimizamos os defeitos.

Fernando Lamas Informático (reformado) Mem Martins, Portugal 4K

Agradecia o esclarecimento pertinente sobre esta dúvida:

«Transformar numa outra pessoa.» Determinante indefinido (DI) ou/e demonstrativo (DD)?

DD

«Uma outra» ou «numa outra» indica a qualidade (posição) de um ser em relação a outro: já não é este, é diferente deste.

DI

Um demonstrativo expressa localização no espaço e no tempo. Não é o que acontece nesta frase.

Joao Gabriel Molinelli Rivadulha Estudante Corunha, Galiza 2K

Em português da Galiza usamos duas palavras semelhantes a eis: velaqui, que significa algo assim como: «eis aqui» (voici, em francês); e velaí, que significa: «eis aí» (voilá, em francês). Gostaria de saber se estas duas palavras existem em português de Portugal e se são admitidas na língua portuguesa internacional.

Muito obrigado.

Virgínia M. Formadora Messines, Portugal 5K

Queria felicitar-vos pelo excelente trabalho que fazem, pois o Ciberdúvidas é ferramenta muito útil para quem tem dúvidas na língua portuguesa. Gostaria de saber quando redigimos um texto e utilizamos as formas verbais no pretérito perfeito. Devemos manter esse tempo verbal até ao fim?

E na frase «Mas como lá não havia universidade, iria viver para Lisboa para poder tirar o curso», a forma "iria" está correcta? Não posso substituir por "foi"?

Obrigada.

Amélia Furtado Madi Secretária Barcelona, Espanha 4K
«Diagnóstico de glaucoma», ou «diagnóstico do glaucoma»?