Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Área linguística: Fonética
Ana Trindade Agrónoma Faro, Portugal 91

Estou a fazer uma investigação sobre um fruto exótico originário da América tropical e subtropical. A minha dúvida é se em português o correto é utilizar "pitaia" ou "pitaya".

Obrigada.

Mateusz Walczuk Tradutor Varsóvia, Polônia 296

Gostaria de lhes fazer uma pergunta relativa à pronúncia das letras c e s. Reparei que alguns portugueses (mesmo apresentadores da RTP) pronunciam estas duas letras como [ʃ], quando seguidas de e ou i (em palavras tipo cerca, cinco, sete). Qual pode ser a razão ou explicação desse fenômeno fonético?

Muito obrigado pelos esclarecimentos.

Miguel da Silva Moutinho Irmão franciscano capuchinho Baixa da Banheira, Portugal 168

Gostaria de colocar uma questão que tem que ver com a acentuação de palavras, mais concretamente, leitura de vogais:

1 - A primeira é corifeu. A minha dúvida é se leio "córifeu" (abrindo a vogal), "curifeu" (lendo como "u") ou "côrifeu" (fechando a vogal)?

2 - A segunda é cacheiro (significa «aquele que se esconde», mas também «veste rude, grosseira, gasta»). A dúvida é a mesma: abre-se a vogal "a" ("cácheiro") ou fecha-se ("câcheiro")?

Muito obrigado.

Ricieri Bernardi Advogado Curitiba, Brasil 160

Comumente utilizado no meio forense, qual seria a pronúncia mais adequada do vocábulo interregno em bom português?

Gabriel Domingos Gestor Alcaniça, Caparica, Portugal 295

Após leitura da pergunta aqui já colocada, sobre «Quando usar as palavras câmara ou câmera?», e da vossa resposta [n.º 15129], por Carlos Marinheiro/Carlos Rocha em 21 de abril de 2001, verifiquei que o nosso Instituto Português da Fotografia, em artigo próprio no seu site institucional, aborda esta mesma questão, mas contrariando o sentido da vossa resposta dada em 2001, utilizando argumentação que consideraram a mais correcta para a adopção da terminologia seleccionada neste âmbito, baseando-se «(…) na sua versão do Vocabulário de Termos e Designações para a Fotografia existente na Norma NP 4459:versão 2015, que é a Norma Técnica própria para os profissionais da fotografia. Norma esta que foi criada pela Comissão Técnica para esse efeito, a n.º CT174.

Nesse sentido, evidentemente, dou o benefício da dúvida de que o processo de criação dessa Norma, por essa Comissão, possa ter sido feito sem recurso a profissionais de linguística, desconhecendo se o fizeram ou não. Nesse sentido, venho pedir-vos apoio no contraditório aos argumentos aludidos no respectivo artigo dos mesmos que citei, em termos técnico-linguísticos, para poder validar e, adoptar com todo o rigor qual a diferença dos termos câmara vs. câmera, quando nos pretendemos referir ao caso concreto de equipamentos de fotografia ou de filmagem, por exemplo. Link do artigo: https://www.ipf.pt/site/maquina-camara-ou-camera-fotografica-qual-expressao-correcta/

Muito obrigado.

 

[N. E. – O consulente segue a ortografia anterior à entrada do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990]

Arsénio Sacramento Tradutor Cascais, Portugal 371

Em português, como é que se pronuncia "Santorini"?

Obrigado!

Domingos Xavier Gomes da Cunha Ferreira Lopes Jornalista Vila Verde, Portugal 302

Existe alguma controvérsia sobre a origem etimológica do termo talefe, enquanto sinónimo de marco geodésico. Terá alguma relação com a palavra telégrafo?

Renato de Carvalho Ferreira Estudante de História São Paulo, Brasil 272

Acerca do termo grego Γοργόνειον (Gorgóneion), há alguma forma aportuguesada registrada e/ou há alguma sugestão de aportuguesamento? Existe ao menos um equivalente em latim a partir do qual é possível se basear?

Uriel Serna Funcionário de escritório Cidade do México, México 314

Eu sempre [soube] que o ditongo õe se pronuncia nos padrões europeu e brasileiro como um ditongo /õj/, mas um dia vi que o Instituto Camões registra a pronúncia deste ditongo como um monotongo [õ] na sua página de Internet.

É por esta razão que solicito a sua ajuda, a fim de esclarecer esta questão.

Obrigado.

Uriel Serna Funcionário de escritório Cidade do México, México 330

Sei com toda certeza que a pronúncia padrão do dígrafo nh é a consoante nasal palatal /ɲ/ (exatamente igual à pronúncia padrão da minha lingua materna, o castelhano), porém também sei que pelo menos no Brasil a pronúncia mais comum é uma consoante nasal palatal aproximante [j̃], e usualmente nasalizando a vogal anterior a esta mesma (Compare-se a pronúncia da palavra Espanha, padrão europeu [ɨʃˈpɐɲɐ] vs. o padrão brasileiro [isˈpɐ̃j̃ɐ]).

Acaso há outras regiões da Lusofonia onde a pronúncia local do nh seja como no Brasil [j̃]?

Também gostaria que me aclarasse a origem desta pronúncia tão particular. Apenas ouvi por rumores que a influência é possivelmente africana, ameríndia ou que era até a pronúncia primigênea do dígrafo em galego-português (como com a palavra vinho, entre várias outras), mas não o sei com certeza.

Antes de tudo, obrigado.