Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Tema: Variedades linguísticas
Cristina Aparecida Duarte Tradutora São Paulo, Brasil 368

Gostaria de saber se a palavra yucateco é admitida na língua portugesa.

Vi-a nesta oração: «A palavra sabukatán é um termo yucateco, da península de Yucatán, no México».

Ainda sobre essa palavra, não tenho certeza se podemos escrevê-la com inicial maiúscula ou minúscula: é o nome de uma língua indígena, mas acredito que deveríamos escrevê-lo com minúscula.

No texto, observei que a editora preferiu manter as palavras em espanhol: yucateco – "iucateco" em português?

E Yucatán – "Iucatã" em português?

Muito obrigada.

Juarez Belém Serventuário de Justiça Mossoró, Brasil 489

O substantivo âncora, definidor de quem comenta profissionalmente notícia ou reportagem realizada por telejornal, é comum de dois gêneros ou sobrecomum, usado apenas com o artigo o para qualquer dos sexos?

Rita Reis Farmacêutica Lisboa , Portugal 519

Em muitas localidades alentejanas diz-me "estiverem", "ficarem", "forem", em vez de estiveram, ficaram, foram.

No meu entender são erros de português, no entanto, gostaria de saber se de alguma forma tal forma de falar pode ser considerada característica do sotaque alentejano.

Obrigada!

Maria do Carmo Ribeiro Machado Estudante Vila Nova de Gaia, Portugal 559

Como fica esta frase na passiva: «O João costuma ler as revistas»?

 Obrigada

Djavam Nascimento Vendedor Recife, Brasil 539

Gostaria de saber o significado da expressão «Furacão na Botocúndia», referida ao escritor Monteiro Lobato.

Desde já agradeço a resposta.

Vitor Nogueira Motorista Moita, Portugal 538

A palavra aposento, faz algum sentido na seguinte denominação Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Moita (GFA MOITA)?

Moita é a localidade do grupo, mas como aposento é nome masculino – «1. parte de uma casa que pode servir para uma ou mais pessoas se instalarem; quarto 2. pousada» –, não vejo que sentido faz a palavra aqui aplicada, pois numa leitura simples será «a casa da Moita», o que não faz sentido algum, pois os forcados não são a casa da Moita.

Este grupo GFA MOITA formou-se em 1975. Acontece que existia, e existe desde 1964, o Grupo de Forcados do Aposento do Barrete Verde de Alcochete. Antes, em 1944, foi fundado o Aposento do Barrete Verde de Alcochete (coletividade), que tem a sua sede social com este nome; em 1964 surge o Grupo de Forcados do Aposento do Barrete Verde de Alcochete. Em minha opinião aqui faz sentido, pois os forcados são do Aposento do Barrete Verde de Alcochete, que é uma instituição.

Já o Aposento da Moita não me parece que faça sentido, pois é como dizer Grupo de Forcados do Aposento («a casa da Moita»,«quarto de descanso», «pousada»...) da Moita.

Gostaria da vossa sábia opinião.

José Garcia Formador Câmara de Lobos, Portugal 964

Como sabemos, as salas de aulas, nomeadamente as de Português, são cada vez mais multiculturais: há alunos oriundos de vários países.

Pensando no caso dos alunos oriundos de países de língua oficial portuguesa (PALOP), a estudar em instituições em Portugal, a correção dos instrumentos de avaliação (por exemplo, os testes) deverá respeitar que norma? A europeia?

Cordialmente

José Saraiva Leão estudante Foz do Iguaçu, Brasil 893

Levar no Brasil pode ter a aceção de «arrastar», no sentido eleitoral, por exemplo, «Washington Luís venceu as eleições, mas não levou».

Há este sentido em Portugal? É legítimo esse uso?

José Saraiva Leão Estudante Foz do Iguaçu, Brasil 720

A derivação regressiva pernoite, que quer dizer pernoita, é uma criação brasílica ou existiu antigamente já em Portugal?

Muito obrigado!

Deibidi Silva Estudante Pelotas, Brasil 1K

Me deparei, enquanto procurava pelo significado de algumas palavras pela Internet, que a palavra ''elo'' (uso arcaico) poderia significar: isto, isso, aquilo.

Isto aparece facilmente no dicionário do Google, porém nenhuma pesquisa a fundo que tentei mostrou resultados deste uso indicativo para ''elo''.

Poderia alguém mencionar algum trecho em que acharam este uso para elo?

Obs: Já li vários livros de linguagem mais rebuscada, porém nunca vi tal uso.