Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório
Pedro Silva Estudante Lisboa, Portugal 55

Poderei usar o termo tripulante, em português europeu, ao referir-me um individuo que conduz um automóvel, ou simplesmente está no automóvel, não estando a conduzir, e em ambos os casos sozinho.

Luis Carlos Alves dos Santos Telefonista Carapicuíba, Brasil 53

Gostaria de saber sobre a composição da frase abaixo: «O Brasil foi um espaço dominado pelos homens.»

Colocando na voz ativa a frase fica estranha:

«Os homens dominaram um espaço Brasil.»

Portanto a frase estaria na voz passiva analítica com uma locução verbal («foi dominado»)? Os termos «um espaço» seriam complemento verbal ou predicativo do sujeito? E o termo «por homens», complemento nominal ou agente da passiva?

Evandro Braz Lucio dos Santos Professor Santa Quitéria, Brasil 56

Por favor, em "Os responsáveis seremos nós", qual é o sujeito desta frase? Qual o predicativo do sujeito? Por quê?

Grato.

Susana Teresa Belo do Carmo Professora Famalicão, Nazaré, Portugal 228

Em primeiro lugar, um enorme agradecimento por este vosso espaço: um verdadeiro "Templo do Saber".

A minha dúvida prende-se com as palavras aritmética e dramaturgo que, no manual de Português com que trabalho atualmente, aparecem classificadas como sendo palavras compostas. Não consigo encontrar, na bibliografia que me costuma servir de apoio (gramáticas, dicionários e afins), qualquer explicação que suporte esta classificação. Estará correta? Se sim, quais os elementos que entram na composição de cada uma destas palavras?

Um grande bem-haja pela vossa disponibilidade e partilha.

Gabriel Domingos Gestor Alcaniça, Caparica, Portugal 52

Após leitura da pergunta aqui já colocada, sobre «Quando usar as palavras câmara ou câmera?», e da vossa resposta [n.º 15129], por Carlos Marinheiro/Carlos Rocha em 21 de abril de 2001, verifiquei que o nosso Instituto Português da Fotografia, em artigo próprio no seu site institucional, aborda esta mesma questão, mas contrariando o sentido da vossa resposta dada em 2001, utilizando argumentação que consideraram a mais correcta para a adopção da terminologia seleccionada neste âmbito, baseando-se «(…) na sua versão do Vocabulário de Termos e Designações para a Fotografia existente na Norma NP 4459:versão 2015, que é a Norma Técnica própria para os profissionais da fotografia. Norma esta que foi criada pela Comissão Técnica para esse efeito, a n.º CT174.

Nesse sentido, evidentemente, dou o benefício da dúvida de que o processo de criação dessa Norma, por essa Comissão, possa ter sido feito sem recurso a profissionais de linguística, desconhecendo se o fizeram ou não. Nesse sentido, venho pedir-vos apoio no contraditório aos argumentos aludidos no respectivo artigo dos mesmos que citei, em termos técnico-linguísticos, para poder validar e, adoptar com todo o rigor qual a diferença dos termos câmara vs. câmera, quando nos pretendemos referir ao caso concreto de equipamentos de fotografia ou de filmagem, por exemplo. Link do artigo: https://www.ipf.pt/site/maquina-camara-ou-camera-fotografica-qual-expressao-correcta/

Muito obrigado.

 

[N. E. – O consulente segue a ortografia anterior à entrada do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990]

Adalberto Gomes Engenheiro Burlington, Canadá 368

Tendo descoberto que embora provêm de «em boa hora», gostaria de saber se por exemplo na frase «Vamos embora daqui para fora» o seu uso é o mesmo de agora ou realmente sair para algum lado. Por outro lado ao dizer «Foi-se embora», seria correcto também dizer-se «Foi-se agora». Em Portugal, pelo menos, parece-me que o embora é utilizado como movimento ou ação e não como informação temporal.

Podiam ajudar-me a entender? Obrigado.

Marta Guedelha Bancária Lisboa, Portugal 139

Gostaria de saber se a palavra determinante, enquanto substantivo, é masculina ou feminina. Ou seja, está correto dizer «as determinantes da transparência municipal são...»?

Diana Fernandes Estudante Porto, Portugal 55

Como distinguir o sujeito pós-verbal do complemento direto, uma vez que, para obter ambos a pergunta pode ser «o quê?»?

Carlos Garcia Professor Porto Alegre, Brasil 329

Gostaria de saber se há casos em que é correto iniciar uma frase com a conjunção "ou". Eis um exemplo: Nunca ganho nada. Ou, se algo ganho, perco logo em seguida. Muito obrigado.

Sónia Martins Consultora Lisboa, Portugal 346

Na frase «O evento acontece no dia 20 de outubro (...)», é correto dizer-se também «O evento acontece dia 20 de outubro (...)», omitindo a contração no?