Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório
Jane Castro Estudante Brasil 393

Gostaria de saber informações históricas e linguisticas mais detalhadas sobre a etimologia da palavra melancia.

Até o momento encontrei as seguintes informações:

«Do árabe balansia, "valenciana", pelo português antigo balancia e belancia [= melancia], por influência de melão.»

«ETIM(1609) balancia, belancia (f. arcaica ainda us.), prov. termo africano ou do árabe, com infl. de melão.»,

«Etymology. Alteration of balancia (“watermelon”), influenced by melão (“melon”), from Arabic بَلَنْسِيّ (balansiyy, “Valencian”).»*

Qual seria exatamente a relação de melancia com valenciana/valencian? Teria alguma relação com o dialeto árabe de Valência?

Agradeço desde já.

 

[* N. E. – Informação do Wiktionary. Tradução: «Etimologia. Alteração de balancia (“melancia”), influenciada por melão, do arábico بَلَنْسِيّ (balansiyy, “valenciano”).»]

Farajollah Miremadi Engenheiro Lisboa, Portugal 315

Na frase seguinte o que significa a combinação «tenho a»: «Tenho a dizer-vos que a origem do termo azulejo é árabe.»

É o mesmo que «tenho de» ou «tenho que» com sentido de dever? É normal utilizar infinitivo ter com a proposição a?

Muito obrigado

Sávio Christi Ilustrador, quadrinista, escritor, pintor, letrista e poeta Vitória (Espírito Santo), Brasil 315

Qual o correto: «Por favor, me deixe viver!» ou «Por favor, deixe-me morrer!»

E por quais razões que é o correto?

Muitíssimo obrigado e um grande abraço!

Geobson Freitas Silveira Agente público Bela Cruz , Brasil 239

Estudando os valores semânticos da preposição com no livro Sintaxe Clássica Portuguesa de Cláudio Brandão de Sousa, eis que me deparo com um trecho de um texto de Camões.

Daí o que queria, de fato, era ajuda na verdadeira análise da expressão «com que».

Sei que com estabelece causa no contexto. Agora quanto a esse que, seria pronome relativo ou toda a expressão estaria fazendo as vezes de uma conjunção causal?

«correm rios de sangue desparzido, com que também do campo a cor se perde.» (Os Lusíadas, III, 52)

Renato Portella Consultor Recife, Brasil 300

Eu gostaria de saber sobre a regência do verbo agendar.

O correto seria «agendar para a quinta-feira que vem» ou «agendar na quinta-feira que vem»?

Obrigado desde pronto pela atenção da resposta.

Amanda Marques Tradutor Rio de Janeiro, Brasil 341

Sei que em língua portuguesa encontra-se o substantivo felonia, derivado do francês félonie.

Atesta-se alguma forma adjetiva em português, que corresponda a félon em francês?

Encontrei num sítio chamado Enciclopedia.Inc a palavra "felônio", cujo significado é correspondente a félon: «que se refere a um indivíduo que pratica atos criminosos, um criminoso ou delinquente.»

Mas, não sei se é uma fonte confiável, e gostaria de contar com seu juízo a respeito.

Agradeço antecipadamente pela sua colaboração e orientação sobre o assunto.

Marcio Sousa Professor Câmara de Lobos, Portugal 300

«Todos os dias são dia da criança ou «todos os dias é dia da criança»?

Pedro Miguel Ferreira Machado Desempregado Braga, Portugal 263

Quais são as diferenças de significado entre os termos catástrofe e cataclismo?

Agradeço, de antemão, o auxílio.

Paula Laurinda Informática Lisboa, Portugal 315

A minha dúvida: «Festas de Lisboa é no largo Madragoa!» ou «Festas de Lisboa são no largo Madragoa!»?

Sendo Festas de Lisboa uma "marca", faz-me sentido utilizar o verbo no singular...

Inês Barahona Dramaturga Lisboa, Portugal 270

O verbo sobrevoar tem voz passiva?

Pode dizer-se «fui sobrevoado por um avião», por exemplo?

Obrigado.