Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório
Luís Gonçalves Empregado de mesa Portugal 166

Eu era um dos muitos que pronunciavam a palavra Antioquia como "Antióquia": aliás, eu até colocava o acento.

Recentemente percebi que a sílaba tónica era o qui e não o o, mas no entanto uma dúvida persistiu:

Lê-se "AntiuQUÍa" [ɐ̃tiu'kiɐ], ou "AntióQUÍa" [ɐ̃tiɔ'kiɐ]? A segunda sílaba tónica é ti?

Muito obrigado!

Fernando Bueno Engenheiro Belo Horizonte, Brasil 182

Qual das frases a seguir está correta? Ou ambas estão?

«Eu sou a Camila do conto. Mas não a sou agora.»

«"Eu sou a Camila do conto. Mas não o sou agora.»

Obrigado.

Desejo um feliz Natal e um excelente 2019, com saúde e paz, a todos os que trabalham para que Ciberdúvidas seja o que é!

Jorge Manuel Amaral Ramos Serviços de Saúde Lisboa, Portugal 145

Poder-se-ão considerar corretos estes dois termos (que são usados como referências ao conceito de bem-estar): "eudaimónico" e "eudemónico"?

Por exemplo, na Infopédia, não se encontra o termo "eudaimónico", mas apenas o termo "eudemónico".  Já uma pesquisa no Google pelo termo "eudaimónico" devolve 14100 resultados, ao passo que a pesquisa do termo "eudemónico" devolve menos 2800 resultados (i.e., 11300).

Maria Dias Professora Lisboa, Portugal 107

Gostaria de saber se poderei considerar as palavras garagem e manada como sendo derivadas por sufixação?

Muito obrigada.

Ana Mafalda Ferreira neuropsicóloga e professora de Português Benedita, Portugal 409

Desde há algum tempo que venho ouvindo dizer em reuniões "Boa noite a todos e todas". Para mim, isto é um absurdo, uma vez que me parece que a palavra "todos" como quantificador universal, já inclui ambos os sexos. Estou certa ou de facto é correto afirmar "todos e todas". Agradecia o esclarecimento desta dúvida. 

Os melhores cumprimentos

Filipa Costa Estudante Viseu, Portugal 284

É sabido que agradecer com Obrigado ou Obrigada varia conforme o género da pessoa que o diz. No entanto, deparei-me com a seguinte dúvida:

A frase «Desde já, o meu muito obrigado», caso seja uma mulher a dizê-lo, varia para «Desde já, o meu muito obrigada», ou mantém-se o masculino?

Alexsander da Silva Oliveira Assistente Administrativo Brasília, Brasil 137

Gostaria de saber qual o emprego correto dos pronomes relativos na seguinte frase:

«A seguradora "a que ou à qual" pagamos o seguro do carro faliu.»

Entendo que «à qual» ocorre porque se entende o verbo pagar como VTDI [verbo transitivo direto e indireto], ou seja, paga-se algo (o seguro do carro) a alguém (a seguradora). Porém, não entendo por que poderá ocorrer «a que».

Susana Gonçalves Marketing Lisboa, Portugal 230

Qual seria a frase mais correta? E porquê?

«Mais uma vez lhe agradeço...», ou «Mais uma vez agradeço-lhe...»?

Obrigada.

Luís Lucas Várias Lisboa, Portugal 196

Procurei informação sobre o tempo e modo seleccionados pela estrutura "não porque (...), mas porque" em algumas gramáticas, mas não encontrei informação sobre este caso específico. A minha dúvida prende-se principalmente sobre o modo seleccionado pela primeira parte da estrutura, que alguns manuais e sítios da Internet afirmam ter de ser o modo conjuntivo. Assim, seria possível dizer: Vou à praia, não porque me apeteça, mas porque me faz bem. Mas não seria correcto dizer: Vou à praia, não porque me apetece, mas porque me faz bem.

Agradeço antecipadamente a sua ajuda nesta questão.

 

[N. E. – Manteve-se a ortografia utilizada pelo consulente, a qual é anterior à atualmente em vigor.]

Lara Moutinho Tradutora Portugal 220

Que género devemos utilizar para a palavra blockchain?