Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório
João Nogueira da Costa Almada, Portugal 90

A propósito da ilustração ao lado, e chamando-se esta associação humanitária “Um Lugar para o Joãozinho”, a palavra “pró” que vemos na imagem deveria estar escrita com acento grave (prò), uma vez que a contração de “para + o” dá “prò”. 

O Dicionário Priberam diz-nos que esta grafia foi «alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: pro”, o mesmo acontecendo com a contração de “para + a”: pra.

De facto, pelo Acordo Ortográfico de 1990 (Base XII), o acento grave só está previsto para a contração da preposição “a” com as formas femininas do artigo ou pronome demonstrativo (à, às) e com o demonstrativo “aquele” e suas flexões (àquele, àquela…).

A minha questão é a seguinte: perdendo “prò” e “prà” o acento segundo o AO90, e sabendo que todas as palavras agudas terminadas em “a” e “o” abertos são acentuadas graficamente, não deveriam estas palavras ter, então, acento agudo (pró, prá)?

 Muito obrigado.

João Nogueira da Costa Almada, Portugal 628

Nenhum dicionário regista o termo “destitutivo”. Será um erro, um neologismo ou uma falha dos dicionários? 

Muito obrigado.

Sara Alves Professora Lisboa, Portugal 147

Nas palavras céu e desapareceu, a rima é toante ou consoante?

Edson Alves de Oliveira Estudante Engenheiro Caldas, Brasil 188

Tenho uma dúvida sobre as palavras neófilo e neófito. Me parece ser muito sutil a diferença, mas ainda persiste a dúvida. Poderiam esclarecer melhor? 

Patrícia Pereira Explicadora Gafanha da Nazaré, Portugal 262

O verbo recorrer, quando transitivo indireto, rege um complemento indireto ou um complemento oblíquo?

Grata pela atenção.

Romeu Martins Estudante Braga, Portugal 533

Recentemente, tenho notado que há jovens (sobretudo jovens) que dizem “pensar de”, por exemplo: «Pensei de dizer-te para irmos ao festival». E ainda com mais frequência, "curtir de": «Não curto muito dele.»

Está bem empregada a preposição? Os verbos em questão regem a preposição de?

Obrigado.

Ana França Estudante Lisboa, Portugal 639

Tenho uma pergunta em relação ao uso da expressão «sei lá!» Por que razão tem esta o valor negativo de «não sei» quando não comporta qualquer marcador de negação?

Obrigada pela atenção.

Maria Ribeiro Professora Porto, Portugal 475

A propósito de um poema de Afonso Lopes Vieira, trabalhado com os alunos, gostaria que me esclarecessem relativamente à divisão de sílabas métricas do verso «Ó que lindo, os navios», se a vírgula é impeditiva da junção das vogais.

Obrigada.

Fernando Marques Técnico de Museografia Vila Franca De Xira, Portugal 611

Na frase «Entre o Mato e a Roça é um nome que alude a um não lugar» não será mais correto ligar o não e o lugar com hífen?

Luís Serra Silva Jurista e professor Coimbra, Portugal 1K

A palavra «suprarreferido», segundo o Acordo Ortográfico, escreve-se com dois "r" a seguir à letra "a" ou só, unicamente, com um "r" – «suprareferido»?

Muito obrigado pela ajuda prestada.