Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Classe de palavras: interjeição
Amadeu Maria Rodrigues Pintor Lisboa, Portugal 278

A interjeição «poça!» pode-se dizer no plural – "poças!"?

Marcos Vinícius Santana Estudante Rio Vermelho, Minas Gerais, Brasil 2K

A expressão «Ah, tá!» é uma locução interjetiva ou são duas interjeições separadas? 

Obrigado mais uma vez.

João Nogueira da Costa Almada, Portugal 3K

Na imprensa escrita e, sobretudo, nas redes sociais, cada vez mais vemos as expressões “eh, pá”, “oh, pá”/”ó pá” escritas numa só palavra: “epá”, “opá” e até “épa” e “ópa”, quando não com dois acentos. 

Terá isto alguma razão? Será um modismo, ignorância ou estas palavras existem mesmo? É que hoje li, no Observador, datado de 14.5.2017, o seguinte: 

«Luiz Pacheco recorda-se desse dia, 1 de Maio de 1962:

"Era um 1.º de Maio. Havia uma manifestação muito grande em Lisboa… havia greve, talvez… opá houve mortos e tudo, houve polícias que foram parar dentro do Lago do Rossio (…)"».

Tentei procurar se o Ciberdúvidas já tinha publicado algo sobre isto, mas nada encontrei. 

Muito obrigado.

Luana Merluza. Estudante, 16 anos. Canoas, Rio Grande do Sul., Brasil. 3K

Venho solicitar, por gentileza, uma opinião sobre o diminuto "sh", usado para criar silêncio. Ocorreu-me a dúvida, e estou dúbia quanto a isto.

Aplicando em relacionais contextuais, deve ser feita a refração do s ou h? Em inúmeras obras literárias, é utilizado “shhhhhh”, mas na maioria das representações escritas de interjeições, o uso de tal forma é correto? O h não é mudo, no alfabeto latino? Sendo assim, não deveria ser “sssssh”, constatado que a refração consonantal do “h” seria de ínfima importância e representação prosódica? É correto “shhhhhh” ou “ssssssh”?

"Shiu" é considerada uma interjeição?

Grata pelo retorno.

Natividade Marques Professora Porto, Portugal 1K

Numa troca de ideias surgiram opiniões diferentes quanto à palavra agarra na expressão «agarra, que é ladrão!». Pode, ou não, ser considerada uma interjeição neste contexto?

Obrigada.

O. Weber Laranjeira Professora PLE Friburgo, Alemanha 1K

Qual é a origem da expressão «Vá, gira!» – como se explica que tenhamos o verbo ir na forma imperativa formal e o verbo girar na forma imperativa informal?

Desde já, muito obrigada.

Fátima Franco Estudante Torres Vedras, Portugal 3K

Antes de mais, obrigada pelo excelente serviço à comunidade.

Na frase «Oxalá que amanhã não chova», o oxalá continua a ser uma interjeição, visto que parece ter um valor sintático.

E como analisar sintaticamente?

O oxalá é o quê? Parece uma mistura entre sujeito e verbo (substituindo «Deus queira»)...

E «que amanhã não chova»: oração subordinada completiva?

Muito obrigada.

Sara Nazaré Advogada Lisboa, Portugal 3K

A expressão «vai de embute» existe na língua portuguesa? O que significa? Qual a sua origem?

Obrigada.

João Firmino Desempregado Lisboa, Portugal 5K

Qual a origem da palavra sus, interjeição que visa criar alento e que o dicionário diz ser equivalente a avante? Muito gostaria também de ver um exemplo daquela interjeição integrada numa frase de um autor português.

Ana Carolina Derradi Estudante Jaú, Brasil 4K

Gostaria de saber se uso vírgula ou ponto de exclamação na frase: «Eta povinho bão...»

Obrigada.