Início Respostas Consultório Classe de palavras: advérbio
Anderson Morais Estudante Olinda, Brasil 460

Ao ler alguns textos antigos, notei que a palavra ontem era grafada com h, «hontem». Por isso, eu gostaria de saber duas coisas: qual é a etimologia da palavra ontem e por que o h não se manteve nela, mas se mantém em hoje?

De antemão, agradeço a resposta.

Maria Marques Enfermeira Lisboa, Portugal 179

Nas frases «Cá fora, havia nevoeiro, ou então um espesso teto de nuvens baças.» e «então» é um advérbio ou não? ,«cá fora» são dois advérbios ou é uma locução adverbial?

Outro exemplo: «Detinha-me para comprar o cartucho de castanhas, que logo metia nos bolsos já largueirões do casaco.» . O «já» o que é neste contexto? Advérbio não me parece...

Mei Santana Tradutora Paulínia, Brasil 78

Uso de «mais um ingresso» ou «um ingresso mais». Gostaria de saber qual desses é o mais correto ou se gramaticalmente estão corretos os dois.

Obrigada.

Filipe Gomes Estudante Lisboa, Portugal 550

Em Matemática fala-se em «independência linear» de um conjunto de vectores, dizendo-se que estes são «linearmente independentes». Uma outra noção relacionada é a de «independência afim» de um conjunto de pontos. Em inglês, utiliza-se a expressão affinely independent. Existe uma expressão correspondente em português? Dito de outro modo, existe (e, caso exista, qual é) o advérbio de modo correspondente ao adjetivo afim? Encontrei o termo "afimmente" numa pesquisa na Internet, mas apenas nos sumários de uma disciplina universitária de Matemática. Esta parece-me a opção mais sensata, analogamente ao que sucede com o advérbio comummente...

Bruno Costa Lisboa, Portugal 523

Vejo/oiço constantemente o uso da expressão como sinónimo de completamente. Há quem conteste. Há dicionários que apenas indicam «de modo literal», outros indicam também «completamente». Podem ajudar?

Grato pela atenção.

Diogo Paiva Estudante Lisboa, Portugal 1K

Deve escrever-se «de mão dada com essa pessoa» ou «de mão dada a essa pessoa»?

Obrigado.

Rener Wilson Vieira Professor Poços de Caldas, Brasil 969

«Comprei esta TV dois meses atrás.»

Nesta frase como eu classificaria a palavra atrás? Advérbio de tempo? Tenho tal dúvida, pois os dicionários classificam a palavra atrás como advérbio de lugar...

Arsénio Sacramento Tradutor Cascais, Portugal 2K

«O meu patrão diz-me sempre que posso ficar à vontade para lhe pedir um aumento.»

«Ficar à vontade» não parece constar da maioria dos dicionários da variante europeia da língua portuguesa. Significa isso que não é recomendável em português de Portugal?

João Araújo Gomes Professor universitário Lisboa, Portugal 3K

Sei que há uma publicação sobre este tema no vosso site, pelo que escusam de me reencaminhar para lá. O problema de se verem muitos erros escritos é que, com o tempo, começamos a duvidar. Agora com este frequente: «o quão». Sempre escrevi [...] quão sem artigo definido antecedente. Mas tenho visto, inclusive em professores de Português, a expressão «o quão»! Sempre aprendi que quão substituía «o quanto» no sentido de perguntar ou afirmar «como», «de que modo», «a que ponto».

Quão errado estou!?

Obrigado pela ajuda.

Fernando Bueno Engenheiro Belo Horizonte, Brasil 877

Examine-se a seguinte frase:

«Muito poucos estudantes estiveram presentes na palestra.»

Poucos, no caso, é pronome indefinido adjetivo, pois modifica o substantivo estudantes. Por sua vez, muito funciona como advérbio, a intensificar o referido pronome adjetivo. Agora vem a dúvida: se escrevermos «Muito poucos conseguiram compreender as palavras do orador», como classificar o termo muito? Não poderia ser advérbio, pois está modificando um pronome, ainda indefinido, mas substantivo. Não se pode aludir a um termo implícito, pois não é o caso: poucos, funcionando como pronome substantivo, não exige a existência de tal termo. E não se faz a concordância com poucos, como se esperaria de um pronome adjetivo a modificar um pronome substantivo. Curiosamente, com outro, também pronome indefinido, ocorre a concordância: «Uns ficaram, outros seguiram os passos do mestre»; «Muitos outros seguiram os passos do mestre».

Obrigado.