Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Classe de palavras: substantivo
Susana Teresa Belo do Carmo Professora Famalicão, Nazaré, Portugal 205

Em primeiro lugar, um enorme agradecimento por este vosso espaço: um verdadeiro "Templo do Saber".

A minha dúvida prende-se com as palavras aritmética e dramaturgo que, no manual de Português com que trabalho atualmente, aparecem classificadas como sendo palavras compostas. Não consigo encontrar, na bibliografia que me costuma servir de apoio (gramáticas, dicionários e afins), qualquer explicação que suporte esta classificação. Estará correta? Se sim, quais os elementos que entram na composição de cada uma destas palavras?

Um grande bem-haja pela vossa disponibilidade e partilha.

Marta Guedelha Bancária Lisboa, Portugal 128

Gostaria de saber se a palavra determinante, enquanto substantivo, é masculina ou feminina. Ou seja, está correto dizer «as determinantes da transparência municipal são...»?

Fagner Leão Freelancer São Paulo, Brasil 165

Sei que a palavra marsupialização é o termo usado para um tipo de procedimento médico-cirúrgico, porém, gostaria de saber a origem desse termo.

Quem inventou a palavra? Ela tem alguma relação com o animal "marsupial"? Se sim, no que isso coincide com o procedimento médico em questão?

João Nogueira da Costa Lisboa, Portugal 166

O primeiro significado que um dicionário apresenta sobre colo (do latim, collum) é o seguinte: «parte do corpo que liga a cabeça ao tronco; pescoço.»

Não é de estranhar, portanto, que as palavras colar, colarinho, coleira, torcicolo, tiracolo e cachecol pertençam à mesma família lexical. O verbo degolar (latim decollare) pertence, igualmente, a esta família, com o significado de cortar o pescoço.

A minha questão é a seguinte: «pegar uma criança ao colo» terá tido origem no facto de a criança passar um dos seus bracinhos pelo pescoço de quem a traz, para uma maior sustentabilidade?

De facto, colo também tem o significado de «regaço»: «sentar ao colo» e «pegar ao colo» será, igualmente, colocar no regaço ou nos braços, encostando ao peito.

Carlos Garcia Professor Porto Alegre, Brasil 182

Na tradução da fábula "O lobo e o cordeiro", deparei-me com a palavra sire (título antigo dado aos reis e aos senhores feudais), seguido do pronome "Vossa Majestade" (em francês: «Sire, répond l'agneau, que Votre Majesté..».). Gostaria de saber se se pode permutar o pronome Senhor (pensei em usá-lo no lugar de Sire) pelo de Vossa Majestade.

Obrigado.

Valentino Viegas reformado Lisboa, Portugal 245

Gostaria de saber se se pode empregar a palavra cozinhação em português.

Rogério Garcia Pires Médico Setúbal, Portugal 242

Nasci em 1950 e, na então chamada Instrução Primária, aprendi que as palavras pai e mãe se escreviam com letra minúscula, quando nos referíamos a um dos progenitores de uma determinada pessoa. Mas que se escreviam com letra maiúscula quando nos referíamos ao nosso próprio pai ou à nossa própria mãe. Esta regra ainda persiste, ou foi modificada por alguma alteração posterior a 1950?

Mauro Menuzzi Médico Lisboa, Portugal 148

Quem tricota/tricoteia é um/uma "tricotador"/"tricotadora", "tricoteiro"/"tricoteira" ou "tricotadeiro"/"tricotadeira"?

Obrigado.

Paulo Pires Desempregado Lisboa, Portugal 266

Poderiam, por favor, esclarecer-me quanto ao significado – e correção – da expressão "conversa de pé de orelha"?

Grato.

António Domingues Professor Coimbra, Portugal 292

O plural do singular feminino tardoz é masculino? Será correcto dizer "a tardoz", "os tardozes"?