Início Respostas Consultório Classe de palavras: verbo
Bruna de Araujo Rio de Janeiro, Brasil 127

A redução da oração "Eu não permiti que Carlos me desacatasse" para "Eu não o permiti a me desacatar" pode ser considerada correta? Ou somente "Eu não Lhe permiti me desacatar" é correta na norma culta?

Laura Alves Lisboa, portugal 42

Será que me poderiam ajudar a classificar a oração subordinada não finita que está presente nas seguintes frases: "Sinto-me incapaz de pensar" e "O poema era fácil de analisar". Ambas as orações exercem a função sintática de complemento do adjetivo, mas não consigo classificar qual a oração. Grata pela vossa ajuda.

Pedro Henrique Estudante Leme, Brasil 42

Tenho uma dúvida que há muito tempo me incomoda. Tudo que desejo entender é se locução verbal possui algum complemento, seja objeto direto ou indireto. Como nesse exemplo bastante simples: «Eles estão procurando emprego». A palavra «emprego» seria considerada objeto direto da locução?

Sebastião Gonçalo Joaquim Professor Cabinda, Angola 793

Tenho dificuldade de fazer a conversão do seguinte discurso:

«Que vontade de voar lhe veio agora! Correu outra vez com a respiração presa. Já nem podia mais. Estava desanimado. Que pena! Houve um momento em que esteve quase...quase!»

Aline Ferreira de Souza Servidora Pública Brasilia, Brasil 677

Na frase «A curiosidade humana acerca do desconhecido e a sua incapacidade de explicá-lo através da razão fez com que (...)», o verbo deve vir no plural ou no singular?

Obrigada.

Patrícia de Souza Professora Niteroi, Brasil 237

Qual a função sintática de «o aborto» na frase «Você é contra o aborto»?

Valter da Silva Pinto Oficial de Justiça Mogi das Cruzes, Brasil 621

Quais as alternativas corretas (1/2) e (3/4)?

1) Os policiais afirmaram terem escutado tiros na favela; 2) Os policiais afirmaram ter escutado tiros na favela; 3) Os réus afirmaram terem-se mudado para outra cidade; 4) Os réus afirmaram ter-se mudado para outra cidade.

Helder Branco Cozinheiro Lisboa, Portugal 416

Por favor, como devo dizer quando deito um álcool por cima de qualquer alimento e depois lhe deito fogo, estou a flamejar ou a flambear?

Obrigado

Daniele Estudante Itália 748

No que concerne ao infinitivo pessoal, o meu livro diz que se usa com: 1) expressões impessoais («É preciso ires ao supermercado»); 2) preposições («Ao ouvir as notícias, o Leonardo ficou preocupado»; «Não saiam de casa sem eu chegar»); 3) locuções prepositivas («Apesar de serem muitos ricos, não gostam de gastar dinheiro»).

No que concerne às locuções prepositivas, o meu livro dá alguns exemplos do infinitivo pessoal que não consigo entender. «Depois de estudares tudo, podes sair.» O  livro diz que nessa frase é usado o infinitivo pessoal, mas na minha opinião é usado o futuro do conjuntivo, já que dá a impressão que é uma ação que vai acontecer no futuro (é a mesma coisa de '«Quando terminares [futuro do conjuntivo] de estudar, poderás sair»).

Podem dar-me alguns exemplos de  "Antes de/Depois de + infinitivo pessoal''?

Obrigada pela vossa ajuda. 

Maria Silva Professora Mangualde, Portugal 588

Tenho encontrado em vários espaços o presente do conjuntivo da conjugação pronominal, 1.ª pessoa do plural, escrito da seguinte forma: "permitamos-nos". Como eu sempre escrevi permitamo-nos, gostaria que me esclarecessem acerca da sua grafia e qual das formas está correta.