Início Respostas Consultório Área linguística: Estudos Literários
Filipe Direito Bolseiro de Investigação Porto, Portugal 363

Descobri recentemente que o título da obra de Homero, Odisseia, se refere à forma grega do nome do herói da obra. Li entretanto que Ulisses é forma latina. É verdade? Porque é que em português se usam origens diferentes para o nome do livro e para o nome do seu herói? Existe em português a forma grega do nome Ulisses?

Obrigado.

António Soares Braga, Portugal 537

O seguinte poema de Camões pode ser considerado como sendo um soneto perfeito?

Como quando do mar tempestuoso
o marinheiro, lasso e trabalhado,
de um naufrágio cruel já salvo a nado,
só o ouvir falar nele o faz medroso,

e jura que, em que veja bonançoso
o violento mar e sossegado,
não entra nele mais, mas vai, forçado
pelo muito interesse cobiçoso;

assi, Senhora, eu, que da tormenta
de vossa vista fujo, por salvar-me,
jurando de não mais em outra ver-me:

minh'alma, que de vós nunca se ausenta,
dá-me por preço ver-vos, faz tornar-me
donde fugi tão perto de perder-me.

Obrigado pela atenção

Ana Santos Estudante Porto, Portugal 484

Nos versos «Eu com um sopro enorme, um sopro imenso/ Apagaria o lume das estrelas», para além de estar presente uma hipérbole, também é possível dizer que há uma metáfora? Pessoalmente, considero apenas existir uma hipérbole. No entanto, o segmento «lume das estrelas» parece uma metáfora.

Muito obrigada pela atenção.

Lino Mendes Reformado Montargil, Portugal 1K

Qual o significado de tragédia, farsa, auto, epopeia e comédia?

Obrigado.

Elsa Peixoto Estudante Amarante, Portugal 1K

Para fazer o esquema rimático, devo considerar apenas a rima soante, ou também a toante?

Obrigada.

Carla Henriques Enfermeira Odivelas, Portugal 636

Gostaria de esclarecer uma dúvida que está relacionada com a prolepse. Se uma personagem está a ter um sonho premonitório, isso poderá ser considerado uma prolepse?

Dou como exemplo o texto Leandro, Rei da Helíria [de Alice Vieira], quando o rei ou a filha Violeta têm os sonhos premonitórios do que mais tarde virá a suceder.

Obrigada.

Benjamin Ragg Estudante Lisboa, Portugal 651

Na escansão do verso «pôs-se na minha frente uma velhinha suja», a palavra «pôs-se» conta como uma única sílaba métrica, ou duas?

A contração entre o s de pôs e o s de se é realizada?

Obrigado.

João Emanuel Moniz Campos Gomes Verificador especialista da Direcção-Geral das Alfândegas (aposentado) Sintra, Portugal 650

Pretendo confirmar a tradução para português da divisa ou lema heráldico da rainha de Portugal D. Leonor, mulher de D. João II: «Preciosior est cunctis opibus.»

Henrique Mendes Estudante Lisboa, Portugal 859

Queria saber o que é a composição poética e a estrutura interna de um poema, pois preciso de esclarecimento para um trabalho e não percebo o que é. Poderiam ajudar-me, por favor?

Paulo Fonseca Montijo, Portugal 480

A minha questão está relacionada com a escrita literária e a utilização de incisos nas diferentes perspetivas do texto. A dúvida surge sempre que sinto que faz sentido colocar ações, ou pensamentos, de uma personagem diferente da que está a usar a palavra. Quando o texto está escrito na perspetiva da primeira pessoa, porque tudo é visto do seu ponto de vista, terá de ser assim; no entanto, quando o texto está escrito na terceira pessoa, não é tão linear. Existem regras precisas quanto ao uso dos incisos na escrita literária? Por exemplo, é regra que os incisos digam respeito apenas à personagem que tem a palavra?