Início Respostas Consultório Área linguística: Estudos Literários
Alexandra Figueiredo Socióloga Lisboa, Portugal 654

Estou a fazer uma análise de conteúdo do discurso jornalístico sobre o crime. Deparo-me frequentemente com a expressão «morta a tiros de caçadeira» e ainda «disparou a matar». Para além da violência associada às expressões, fico com curiosidade sobre se, do ponto de vista da língua portuguesa, estarão corretamente formuladas.

Agradeço, desde já, a vossa atenção.

Gabriel Almeida Estudante Portugal 333

Venho por este meio tentar ser esclarecido sobre uma dúvida, o transcendentalismo. Sou estudante e tenho de apresentar um poema simbolista, depois de alguma pesquisa concluí que uma das características do simbolismo é o transcendentalismo que até agora não consegui perceber o que era.

Ficaria grato se me pudessem esclarecer e, se possível, dar um pequeno exemplo.

Obrigado

Lino Mendes Reformado Montargil, Portugal 406

No campo da poesia popular, [o que] devo considerar romance?

Diogo Pereira Lisboa, Portugal 411

Gostaria de saber de onde vem o significado da palavra orelhudo enquanto «viciante e facilmente memorizável para o ouvido», patente em expressões como «riffs orelhudos» ou «refrães orelhudos», usadas frequentemente por críticos de música, e que, curiosamente, não se encontra como uma das definições nos verbetes da Infopédia nem do Priberam.

Augusta Sá Estudante Lisboa, Portugal 4K

O que caracteriza o discurso direto livre? Como se distingue este do discurso indireto livre?

Obrigada.

Evandro Braz Lucio dos Santos Professor Santa Quitéria, Brasil 646

A frase «começar do começo» é um pleonasmo vicioso? A justificativa é que só se começa do começo? Ou há erro em tal afirmação?

Filipe Direito Bolseiro de Investigação Porto, Portugal 656

Descobri recentemente que o título da obra de Homero, Odisseia, se refere à forma grega do nome do herói da obra. Li entretanto que Ulisses é forma latina. É verdade? Porque é que em português se usam origens diferentes para o nome do livro e para o nome do seu herói? Existe em português a forma grega do nome Ulisses?

Obrigado.

António Soares Braga, Portugal 918

O seguinte poema de Camões pode ser considerado como sendo um soneto perfeito?

Como quando do mar tempestuoso
o marinheiro, lasso e trabalhado,
de um naufrágio cruel já salvo a nado,
só o ouvir falar nele o faz medroso,

e jura que, em que veja bonançoso
o violento mar e sossegado,
não entra nele mais, mas vai, forçado
pelo muito interesse cobiçoso;

assi, Senhora, eu, que da tormenta
de vossa vista fujo, por salvar-me,
jurando de não mais em outra ver-me:

minh'alma, que de vós nunca se ausenta,
dá-me por preço ver-vos, faz tornar-me
donde fugi tão perto de perder-me.

Obrigado pela atenção

Ana Santos Estudante Porto, Portugal 654

Nos versos «Eu com um sopro enorme, um sopro imenso/ Apagaria o lume das estrelas», para além de estar presente uma hipérbole, também é possível dizer que há uma metáfora? Pessoalmente, considero apenas existir uma hipérbole. No entanto, o segmento «lume das estrelas» parece uma metáfora.

Muito obrigada pela atenção.

Lino Mendes Reformado Montargil, Portugal 4K

Qual o significado de tragédia, farsa, auto, epopeia e comédia?

Obrigado.