Início Respostas Consultório Classe de palavras: adjectivo
João Pedro Estudante Lisboa, Portugal 1K

Urso é um substantivo, bebé é um substantivo, podendo este também ser adjectivo («imaturo»); logo, a minha pergunta é: deve escrever-se "ursos bebé" ou "ursos bebés"? Por exemplo, já vi escrito "estrelas bebé", "estrelas bebés", "trutas bebé", "gatos bebés", etc. Parece que não há uma regra de formação do plural quando o hífen não é utilizado. O que levanta outra questão: a utilização do hífen é obrigatória em nomes compostos?

Cibelle Santos Estudante Lagarto, Brasil 1K

Gostaria de saber se na frase «água é bom para a saúde», o adjetivo bom está funcionando como um advérbio, ou se ele continua como um adjetivo.

Nelson Ferreira Consultor de gestão Lisboa, Portugal 648

Muitas pessoas utilizam as palavras deprimente, depressivo e deprimido de diversas formas, confundindo o significado das mesmas, talvez porque a definição que encontram nos diversos dicionários também não estejam suficientemente claras. Sabemos que uma pessoa deprimente é «aquela que deprime». Também posso dizer que uma pessoa que deprime é "depressiva"? Segundo o [dicionário] Priberam, uma pessoa "depressiva" é aquela «que deprime», mas também é aquela «que sofre de depressão». Mas uma pessoa que sofre de depressão não seria "deprimida"? Confesso que confundo bastante o significado dessas palavras. Poderiam ajudar-me a esclarecê-las?

Obrigado.

Fabrizio Boscaglia Investigador Lisboa, Portugal 861

Tenho um trabalho em mãos cujo título provável será:

"Árabes e Islão na literatura e no pensamento portugueses (1826-1935)"

"Árabes e Islão na literatura e no pensamento português (1826-1935)"

Qual é a formulação gramaticalmente mais correta?

Obrigado.
Lino Mendes Reformado Montargil, Portugal 245

Como devo interpretar «influências exógenas nas comunidades em estudo»?

Obrigado

Diogo Pereira Lisboa, Portugal 373

Gostaria de saber de onde vem o significado da palavra orelhudo enquanto «viciante e facilmente memorizável para o ouvido», patente em expressões como «riffs orelhudos» ou «refrães orelhudos», usadas frequentemente por críticos de música, e que, curiosamente, não se encontra como uma das definições nos verbetes da Infopédia nem do Priberam.

Fernando Bueno Engenheiro Belo Horizonte, Brasil 386

«Depois disso, espreguiçava-se lentamente, deixava-se cair sobre a relva, braços e pernas esticados ao máximo, olhos fixos no azul celeste, por onde tufos de nuvens, aqui e acolá, passavam indolentes.»

Na frase acima, pode-se grafar «azul celeste», assim, sem o hífen, considerando não a cor, mas um tipo de azul que seja celeste, significando «do céu»?

Obrigado.

Palmira Reis Secretária Guarda, Portugal 494

A palavra "garantístico/a" existe? Foi vista neste contexto:

«A inexistência de contrato de trabalho... não invalida que exista uma relação laboral... mas apenas que ela é mais precária e menos garantística para o trabalhador.»

Renato Souza Rio de Janeiro, Brasil 296

As palavras geral/gerais e general/generais são semanticamente equivalentes nos seguintes contextos ?

«O aspeto geral/general dessa ciência é...»

«Os aspetos gerais/generais dessa ciência é...»

E "geralidades"/"generalidades"?

«As geralidades/generalidades da mecânica clássica são...»

Patrícia Antunes Economista Coimbra, Portugal 284

Peço desculpa pela pergunta ingénua, mas podem, por favor, confirmar-me se existe a palavra "dispendiosidade"? Devo, ao invés, utilizar o termo "dispêndio"?

Grata pela atenção.