Consultório - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Respostas Consultório Campo linguístico: Concordância
Odete Portela Estudante Lisboa, Portugal 378

«Nela se garantia que cerca de duzentos elementos inimigos e respectivas famílias haviam atravessado a fronteira com o Zaire.»

O verbo haver foi utilizado corretamente nesta frase?

Obrigada.

Rosa Costa Professora Lisboa, Portugal 278

Existe forma plural de in situ? Está correto dizer “a prática in situ”? E dizer “as prática in situs”?

Fernando Bueno Engenheiro Belo Horizonte, Brasil 460

Qual é a frase correta: «Ela nos viu queixar em público», ou «Ela nos viu queixarmo-nos em público»?

Obrigado.

Rafael Silva Desempregado Gaia, Portugal 875

Certa vez andei a traduzir páginas de ajuda dum navegador da Web, e recentemente a página que tinha traduzido foi revista, e uma das alterações foi a seguinte:

«Os cookies são armazenados no seu computador por websites que visita e contêm informação tal como as preferências do site ou o estado de início de sessão.»

[Esta frase foi] [a]lterada para:

«Os cookies são guardados no seu computador pelos websites que visita e contêm informação, tais como as preferências do site ou o estado da sessão.»

Reconheço perfeitamente que «estado de início de sessão» foi bem corrigido para «estado da sessão» e também que «pelos websites» soa melhor do que «por websites».

No entanto, a minha dúvida (na verdade mais uma, mas menor) é a seguinte: a expressão «tal como» foi corrigida para «tais como» e antecedida de vírgula. Ora, a minha intuição linguística diz-me que deve ser «tal como» (no singular), pois «tal» deve concordar com «informação», e não com «preferências». Qual é a concordância que está correcta?

Além disso, a vírgula antes é necessária ou dispensável? Altera o sentido como na diferença entre orações relativas restritivas e explicativas?

Desde já vos agradeço a atenção e a resposta.

Valter Rodrigues Guarda Municipal Rio de Janeiro, Brasil 661

Gostaria de uma explicação sobre o porquê de o verbo dar não flexionar para o plural na seguinte construção: «Iguarias que não dá para resistir.»

Obrigado.

Marta Figueiredo Administrativa Leiria, Portugal 554

A minha dúvida prende-se com a forma correta de empregar o plural ou singular com as conjunções e e ou. Por exemplo, qual a forma correta de apresentar a seguinte frase?

– A informação deve ser registada nos impressos A ou B.

Ou

– A informação deve ser registada no impresso A ou B.

É que apesar de se referirem dois impressos na frase, não se usa a conjunção e, mas sim, a ou, destacando que se usará um em alternativa ao outro.

Rafael Nascimento Funcionário público Catanduva, Brasil 2K

Estava fazendo uma leitura e me deparei com a seguinte frase: «Nunca ocorreram aos grandes cronistas, em seus textos, basearem-se tão somente nas experiências de fato vividas por eles». Aí me veio a dúvida: O verbo "ocorrer" tem de vir no plural?

Tentei encontrar o sujeito da oração, no entanto, não consegui.

Gostaria também de saber a classificação do verbo "ocorrer" na frase em questão.

Heloisa Sousa Porto, Portugal 441

Fiz aqui uma pesquisa e, apesar de este tema ser abordado amiúde, não consegui encontrar um esclarecimento cabal para a minha dúvida.

Na frase "há vários interessados em ser transferidos" o auxiliar 'ser' deve ou não ser flexionado?

Grata desde já.

André Azevedo Estudante Barcelos, Portugal 918

A minha pergunta prende-se com a hipótese de concordar certas palavras em número. Por exemplo, nesta frase: «Primeiro melhora-se as componentes individuais», deve o verbo melhorar ser escrito desta forma, ou assim: «melhoram-se», fazendo a concordância em número com o complemento direto?

Gonçalo Paulino Mafra, Portugal 626

Tenho dúvida se alguma das seguintes frases estará correta:

1) «Tenho um documento que me pediram que te entregasse.»

2) «Tenho um documento que me pediram para lhe entregar.»

3) «Tenho um documento que me pediram que te fizesse chegar.»

4) «Tenho um documento que me pediram que lhe fizesse chegar.»

Qual das formas estará mais correta? Certamente que o tratamento na 2.ª pessoa do singular (te) ou na 2.ª pessoa do plural (lhe, como se fosse "vos" entregasse) dependerá da relação que o interlocutor tem com a pessoa que aborda.

Mas ainda pergunto, para além disso, sendo esse pedido formulado por uma pessoa para entregar o documento a outrem, se estará correta a conjugação do verbo entregar na frase 1)  «entregasse»? O que realmente quero é ocultar quem faz esse pedido, e suponho que, em vez de dizer «X pediu-me que te entregasse isto», se disser «Tenho um documento que me pediram que te entregass»", não revelo a pessoa que faz o pedido.

 Por outro lado, se, em vez de "entregasse", estivesse "entregassem", estaria errado?

Perdoe-me a minha ignorância gramatical. Não sei se estou a confundir alguns conceitos, ainda assim, gostaria de ser esclarecido sobre este caso que expus. Obrigado pela atenção.