O verbo apostar, uma confusão com o nome descrédito, palavras alusivas ao santuário de Fátima e o português no cinema - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
O verbo apostar, uma confusão com o nome descrédito, palavras alusivas ao santuário de Fátima e o português no cinema
O verbo apostar, uma confusão com o nome descrédito,
palavras alusivas ao santuário de Fátima e o português no cinema
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 115

1. Será aceitável dizer-se «aposto em como consigo dar um salto»? Não será melhor «aposto que consigo dar um salto»? Um pouco de pesquisa histórica é capaz de mostrar que não há razão para rejeitar o uso de apostar em como em lugar de apostar que, conforme se conclui numa das novas respostas em linha no Consultório. Esta atualização traz ainda dúvidas acerca de uma oração relativa introduzida por cujo, do uso frásico do advérbio estritamente e da concorrência entre dois geónimos, Malvinas e ilhas Falkland.

2. Às portas do fim da época de 2018/2019, o futebol português motiva mais uma confusão linguística no discurso mediático. Trata-se da troca do nome descrença por descrédito, conforme Sara Mourato assinala e corrige num novo apontamento do Pelourinho.

 3. Ainda à volta de um trabalho jornalístico publicado no semanário Expresso de 4/05/2019 e aqui referido na abertura de 6/05/2019, na rubrica Acordo Ortográfico divulga-se "Contra o simplificacionismo imponderado do AO de 1990", um texto da autoria do consultor D'Silvas Filho.

4. Na data de 13 de maio, passam 102 anos desde as aparições de Fátima, em Portugal. É dia de oração e reflexão para crentes de todo o mundo; mas, pondo fé e confessionalismo a distância, considera-se igualmente o impacto deste santuário e da Igreja Católica na história contemporânea portuguesa. A respeito da marca que instituições e ritos católicos deixaram na língua, recomenda-se a consulta dos seguintes artigos e respostas: "Aparição", "Aparição e aparecimento", "A invocação do nome Nossa Senhora"; "As palavras do papa"; «Ser mais papista que o papa»; "Bíblia (escreve-se sem itálico)"; "Bíblia / biblioteca"; "A evolução semântica de igrejabispoministro e missa"; "Padre, P. e Pe"; "A forma de tratamento de um padre"; "Padre, madre, abade, abadessa"; "O aumentativo de padre"; "Sobre a prática do catolicismo"; "Origem das palavras católico e catolicismo"; "Católico, 'catolicato' e 'catolicossato'"; "A origem da palavra igreja"; "Igrejas evangélicas"; "A origem da expressão 'roubo de igreja'"; "A história e o significado da expressão XPTO"; "XPTO"; "A.C. - d.C.; Jesus Cristo; a.I. - d.I."; "A. D. e d. C."; "A organização católica Opus Dei em português é feminina"; "O feminino da palavra bispo"; "Forma de tratamento de cardeal"; "Cheirar a bispo»/«entrar o bispo"; "Batizado"; "Batismo e batizado"; "A pronúncia da palavra batizado"; "Cruz de falecido e cruz de eclesiástico"; "A influência do latim eclesiástico"; "A pronúncia do latim (em escolas e universidades e no âmbito eclesiástico)"; "Maiúsculas em três casos específicos"; "Congreganismo"; "O acto de dar o dízimo (nas igrejas)"; "'Filho da Igreja', 'filho de Deus', 'filho das ervas' e 'filho das malvas'"; "Santo / São". Para compreensão dos topónimos Fátima e Cova de Iria, releiam-se ainda as respostas intituladas "Os topónimos Sobral de Monte Agraço, Monte Abraão e Fátima", "A pronúncia de palavras da família de cova", "O artigo definido e as personalidades históricas".

5. Nem sempre se pensa no cinema também como forma de afirmar e promover uma língua. Justifica-se, por isso, o registo do Festival Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin), que tem nova edição no presente mês de maio, com o propósito de fomentar a interculturalidade, a inclusão social e o intercâmbio cultural nos países de língua portuguesa, valorizando a diversidade de cada povo. As sessões decorrem em Lisboa – nos cinemas São Jorge, no cinema City Alvalade e no Fórum Lisboa (ver programação aqui).

No contexto dos estudos fílmicos, outra área de investigação que vai ganhando maior força e expressão em língua portuguesa, refira-se igualmente a realização do IX Encontro da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento (AIM), que no presente ano decorre de 13 a 16 de maio em Santiago de Compostela (mais informação aqui).

6. Por último, uma notícia com significado para a lexicografia de Portugal: Carlos Amaral, um dos fundadores da Priberam e diretor executivo desta empresa, foi  considerado “Personalidade do Ano” pela revista Exame Informática, no âmbito dos prémios anuais “O Melhor do Portugal Tecnológico”. Na entrega do galardão, um dos membros do júri, José Tribolet, sublinhou que o premiado é «alguém que tem um papel muito importante na história da língua portuguesa», a quem se «reconhece o pioneirismo, a capacidade, engenho e perseverança neste longo percurso».