Início Português na 1.ª pessoa Pelourinho
Registos críticos de maus usos da língua no espaço público.
Imagem de destaque do artigo

Depois de expressões como desde logo, com o sentido da expressão castelhana «desde luego» ou o modismo "futebolês" do desde, o comércio português também sofre a sua infiltração, com o termo rebaixas, influenciado pelo vocábulo castelhano rebajas, em vez  saldos, fixado numa  montra de uma loja da Baixa de Lisboa ... de origem espanhola.

Imagem de destaque do artigo

O recorrente interviu, desta vez por via de um jornal português que já contou nos seus quadros excelentes revisores de imprensa.

Imagem de destaque do artigo

Se nas salas de cinema portuguesas o titulo foi sempre traduzido, qual a razão de se manter o origina Star Wars40 anos passados da estreia do primeiro  dos oito filmes da saga criada pelo realizador George Lucas? Tal como já tinha acontecido com o filme Dunkirk...

Imagem de destaque do artigo

 Associação Caboverdeana de LisboaUnião Caboverdeana (na Noruega),  União CaboverdeanaCaboverdeanamente (filme) – são alguns exemplos, recentes e antigos (muitos deles até em textos literários) de um uso incorreto do gentílico de Cabo Verde.

Imagem de destaque do artigo

A nada protocolar forma de tratamento do «você» inadequadamente usada na tradução-legendagem da série televisiva "Napoleão", que passou no primeiro canal da televisão pública portuguesa, aos sábados à noite.

Imagem de destaque do artigo

Se os revisores fizessem ainda parte essencial da vida das editoras em Portugal, dificilmente  aconteceria a publicação de um título com a falta da vírgula antes do vocativo.

Imagem de destaque do artigo

Numa só legenda não um, nem dois, nem três, mas… quatro erros, quatro, é obra!...

Imagem de destaque do artigo

«O uso do gerúndio não é exclusivo dos brasileiros», recorda a autora neste apontamento, a propósito de um vídeo a circular nas redes sociais, no qual o músico Caetano Veloso manifesta o seu descontentamento (legítimo), por uma jornalista portuguesa que o entrevistou ter trocado o uso que faz da conjugação perifrástica «estamos passando» por «estamos a passar».

Imagem de destaque do artigo

Intenção em vez de intensão, neste erro apontado pelo autor a um rodapé descuidado do canal televisão SIC Notícias.

Imagem de destaque do artigo

Reunir, como verbo transitivo, em vez de reunir-se, conjugado pronominalmente – um persistente erro «de anos a fio» na comunicação social portuguesa. Por desleixo e...