Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O significado do numeral trilião

O termo "triliões" existe? E quanto vale, de facto, 1 trilião?

Como vejo escrito com sentidos diferentes  em Angola,  no Brasil e em Portugal...

Agradeço a ajuda.

Aida Afonso Jorge Jornalista Luanda, Angola 2K

A palavra trilião está registada nos dicionários e nos vocabulários ortográficos (por exemplo, no de Rebelo Gonçalves, de 1966 ou, mais recentemente, Vocabulário Ortográfico do Português). Contudo, o seu significado nem sempre é o mesmo nos diferentes países de língua portuguesa. No Brasil, tendo em conta que bilião ou a variante bilhão são empregadas no sentido de «mil milhões», um trilião (ou trilhão, na variante aí mais corrente)  é o mesmo que «mil biliões» – de forma mais clara, corresponde a 1012, isto é, um 1 seguido de 12 zeros. Em Portugal, em Angola e noutros países, um bilião é «um milhão de milhões», e, portanto, «um trilião» deve ser interpretado como «um milhão de biliões» – ou seja, 1018 (1 seguido de 18 zeros; ver Norma Portuguesa 18: 2006, sobre nomenclatura dos grandes números).

Historicamente, o contraste existente entre o uso brasileiro e o dos outros países de língua portuguesa — escala curta e escala longa, respetivamente — tem que ver com o facto de a chamada "regra dos 6N" não ter sido seguida pelo Brasil, como regista o Dicionário Houaiss, 2001:

«regra 6 regra, unanimemente adotada pelos Estados-membros para o Sistema Internacional de Pesos e Medidas na IX Conferência Internacional de Pesos e Medidas em Paris (1949), de que o Brasil faz parte, segundo a qual se passa de milhão (1.000 000 ou 106) à casa do bilhão pelo acréscimo de seis zeros (1.000.000.000 000 ou 1012), a trilião pelo acréscimo de mais seis zeros (1018) e assim por diante [O Brasil, como os E.U.A. e outros países, ainda usa o bilhão como 109 (equivalente ao milliard francês), desrespeitando com isso a seqüência estabelecida pelo SI, o que gera enorme discrepância nos números grandes: na nomenclatura tradicional no Brasil, 1024 é 1 septilião, enquanto pela dos 6N é 1 quatrilião.]» ¹

[Não é o que que acontece em Portugal, conforme esclarece o livro Sistema Internacional de Unidades (SI), Grandezas e Unidades Físicas (terminologia, símbolos e recomendações), de Guilherme de Almeida, Plátano Edições Técnicas, Lisboa, cujo capítulo sobre a nomenclatura dos grandes números (págs. 183 e 184) se transcreveu na resposta Bilião. 

Ver, ainda, ao lado, os vários textos relacionados com este  mesmo assunto. E também: Trilião Trilião e trilhão + Quantos zeros tem um trilião? + Sítio dos Registos + O biliião e a nomenclatura dos grandes números.]

 

¹ No Brasil, os chamados números muitos grandes, divididos em grupos de três algarismos, separam-se por pontos. Trata-se de outra diferença da regra em Portugal, com essa numeração separada sem qualquer pontuação, mas por espaços — tal como o prescreve a Norma Portuguesa n.º 9 (escrita dos números), de 2006, do Instituto Português da Qualidade.

 

N.E. — Esta resposta foi objeto de atualização em 9 de agosto de 2017.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: quantificador