Moçambique aplica o Acordo Ortográfico em 2018, Vocabulários Ortográficos Nacionais lançados formalmente em maio - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
Moçambique aplica o Acordo Ortográfico em 2018, Vocabulários Ortográficos Nacionais lançados formalmente em maio
Moçambique aplica o Acordo Ortográfico em 2018,
Vocabulários Ortográficos Nacionais lançados formalmente em maio
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 4K

1. Contrariando a visão de alguns órgãos mediáticos em Portugal, o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AO) tem desenvolvimentos no espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP):

♦ em Moçambique, prevê-se a sua aplicação a partir dos primeiros meses de 2018, coincidindo com o começo do novo ano letivo no país;

♦ e os vocabulários ortográficos nacionais (VON) do Brasil, de Cabo Verde, de Moçambique, de Portugal e de Timor-Leste vão ser lançados formalmente em 12 de maio p. f. na sede do Instituto Internacional da Língua Portuguesa, na cidade da Praia, em Cabo Verde. Trata-se de documentos associados ao Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC), aprovado em 2014 em Díli, na X Conferência dos Chefes de Estado e de Governo (CCEG) da CPLP, e acessíveis na plataforma do VOC, a qual, recorde-se, teve apresentação pública em fevereiro de 2015, em Lisboa. Refira-se que falta elaborar (no primeiro caso) ou concluir (nos dois últimos dois) os VON de Angola, da Guiné-Bissau e de São Tomé e Príncipe.

2. Ainda sobre a questão ortográfica, o espaço que lhe está destinado acolhe o comentário crítico de D'Silvas Filho a propósito de um artigo publicado no Jornal de Angola com o título Na esteira de um parecer sobre o Acordo Ortográfico, segundo o qual «há preocupações que impedem o Estado angolano de ratificar o AO90 sem que se operem as rectificações que se fazem necessárias».

3. Na rubrica Controvérsias, acolhe-se uma reflexão à volta do uso da incómoda palavra escravatura, quando se faz a história do império colonial português. Trata-se do artigo que o historiador português João Pedro Marques publicou no Diário de Notícias de 24 de abril de 2017, sob o título original “Falando de escravatura. Um ponto prévio”.

4. No Pelourinho, José Mário Costa assina um apontamento sobre um erro «anos a fio» cometido nos media portugueses (e as razões disso): o mau uso do verbo reunir como transitivo versus na sua forma pronominal.

5. São cinco as novas respostas em linha no consultório: o que pode significar «palmo a palmo» num trecho do romance Memorial do Convento, do escritor português José Saramago (1922-2010)? Água e aquático são da mesma família de palavras? Que quererá dizer «ter um temperamento saturnino»? E porque se escreve coxofemoral assim mesmo? Finalmente, o topónimo português Marvão terá origem árabe – mas de que palavra desta língua?

6. Nos programas produzidos pelo Ciberdúvidas para a rádio pública portuguesa, um convidado em comum: o linguista português Ivo Castro. No Língua de Todos de sexta-feira, dia 28 (às 13h15*, na RDP África, com repetição no sábado, 29), fala sobre as mudanças ocorridas no português de Portugal, na sequência do processo de descolonização decorrente do 25 de Abril de 1974, com o regresso dos chamados "retornados” de África e o posterior fluxo migratório de africanos para Portugal. No Páginas de Português de domingo, dia 30 (na Antena 2, às 12h30*, com repetição no sábado seguinte, dia 6 de maio, às 15h30*), Ivo Castro aborda o novo vocabulário político e social surgido em Portugal depois do 25 de Abril de há 43 anos.

7. Com o feriado do 1.º de maio, na próxima segunda-feira, voltaremos com nova atualização na quarta-feira seguinte, dia 3/05.

* Hora oficial de Portugal continental.