Os verbos copulativos ou predicativos (ou de ligação) - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Os verbos copulativos ou predicativos (ou de ligação)

Alguns manuais do 7.º ano incluem, e com sentido, os verbos tornar-se e revelar-se como copulativos, deixando a indicação de que há mais.

Peço uma pequena lista de mais alguns verbos copulativos a acrescentar aos já conhecidos.

Maria Amelia Catatino prof 3º ciclo Portimão, Portugal 141K

Inês Duarte, no capítulo 10 da Gramática da Língua Portuguesa (Lisboa, Caminho, 2003, p. 302), indica a seguinte lista exemplificativa de verbos copulativos – também denominados predicativos, de cópula ou de ligação: andar1, continuar1, estar, ficar, parecer, permanecer, revelar-se, ser, tornar-se.

O próprio Dicionário Terminológico, para exemplificar a definição de verbos copulativos, indica os verbos copulativos mais conhecidos: «Verbo que ocorre numa frase em que existe um constituinte com a função sintática de sujeito e outro com a função sintáctica de predicativo do sujeito. Exemplos: Costumam listar-se como verbos copulativos os seguintes: ser, estar, ficar, parecer (como em "parecer doente"), permanecer, continuar (como em "continuar calado"), tornar-se e revelar-se

1Os verbos andar e continuar nem sempre funcionam como elo de ligação entre o sujeito e o predicativo do sujeito, pois tudo depende do valor/sentido que tenham num determinado enunciado. O verbo andar é, também, um dos verbos inergativos, «ou verdadeiros intransitivos (denominados intransitivos na tradição gramatical luso-brasileira) [que] são verbos de um lugar que selecionam um argumento externo com a relação gramatical de sujeito» (idem, p. 300), como é o caso da frase «O meu sobrinho mais novo já anda». Por isso, só em alguns casos é que podem ser classificados como copulativos, o que acontece quando podem ser substituídos por estar e permanecer. Por exemplo, nas frases «Eu andei muito preocupado» e «Continuamos silenciosos», os dois verbos têm o valor de copulativos.

Eunice Marta
Tema: DT (Dicionário Terminológico) Classe de Palavras: verbo
Áreas Linguísticas: Semântica; Sintaxe