Quando um adjetivo relacional é complemento do nome - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Quando um adjetivo relacional é complemento do nome

Como explicar de forma clara e inequívoca que alguns grupos adjetivais são complementos de nome e outros modificadores restritivos do nome? Por exemplo, na frase «a pesca baleeira está em declínio», o grupo adjetival é dado pela gramáticas como sendo um complemento do nome, e, na frase «os escritores portugueses são excelentes», o grupo adjetival tem função de modificador.

Porquê? São ambos adjetivos relacionais...

Obrigada

Paula Fernandes Professora Lisboa, Portugal 1K

Um adjetivo relacional só marca um complemento do nome, se o nome a que se associa selecionar um complemento do nome.

Por exemplo, o nome pesca, como nome que se forma por derivação regressiva de pescar, mantém ("herda" do verbo, por assim dizer) um complemento que corresponde ao complemento direto de pescar («pescar baleias»). Sendo assim, o adjetivo relacional apresenta-se em condições de marcar o complemento do nome, conforme a seguinte equivalência: «pesca de/da baleia» = «pesca baleeira».

Carlos Rocha
Tema: DT (Dicionário Terminológico) Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Sintaxe Campos Linguísticos: Funções sintácticas