Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O plural de instituição-mãe

Qual o plural de «instituição mãe»? Li o vosso artigo sobre o plural de nomes compostos mas não fiquei esclarecida quanto à regra a usar. Nem sei se deve ter hífen ou não e se o hífen muda alguma coisa.

Grata pela atenção.

Orlanda Tavares Investigadora Porto, Portugal 457

Aconselha-se o uso de hífen: instituição-mãe, cujo plural poderá ser instituições-mães e instituições-mãe.

A palavra em questão não está dicionarizada, nem talvez venha a estar, porque mãe pode funcionar como um elemento de composição a que certas fontes chamam «determinante específico», quando ocorre posposto a outro substantivo «e significa 'fonte', 'origem' (navio-mãe, ideia-mãe, célula-mãe), 'geratriz' (rainha-mãe), 'principal', 'mais importante' (agulha-mãe, nave-mãe)» (Dicionário Houaiss, s. v. mãe). Existe, portanto, um grande número potencial de substantivos assim compostos que podem ser atualizados pontualmente em discurso, sem necessidade de terem registo em dicionário.

Geralmente, são hifenizados os compostos formados por dois substantivos, como é o caso. Já o plural pode sofrer oscilações, mas, considerando que mãe se usa metaforicamente como sinónimo de importante, afigura-se mais simples aceitar o plural instituições-mães, se cada uma for isoladamente uma instituição e origem de outra instituição. Se várias instituições forem, no seu conjunto, origem de outras, aceita-se instituições-mãe.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo