«Tanto meu quanto teu» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
«Tanto meu quanto teu»

Vós referistes numa resposta a uma consulente que o tão e o tanto, como advérbios, são utilizados diferentemente: o tão acompanha advérbios e adjectivos; o tanto modifica verbos. Noutra resposta a um consulente vós por igual referistes que se usa tão com adjectivos e advérbios, e que tanto ocorre com determinantes e pronomes.

Por tal, venho ao vosso consultivo sítio do Ciberdúvidas com a seguinte questão: acompanhando o determinante ou pronome possessivo meu pode utilizar-se o tão («Este livro é tão meu quanto teu.» /«Este livro é tão meu quão teu.») ou deve utilizar-se o tanto («Este livro é tanto meu quanto teu.» / «Este livro é tanto meu quão teu.»)? E, já agora, o quão e quanto estão bem usados nas orações acima mencionadas?

Desde já, muito obrigado pela atenção despendida.

Lanito Molita Estudante Lisboa, Portugal 581

As frases apresentadas pelo consulente são ambíguas, uma vez que tanto se pode considerar que integram uma estrutura comparativa, que aponta para a igualdade de posse entre «eu» e «tu» relativamente ao objeto «livro», como uma estrutura coordenada, que indica que «eu» e «tu» possuem ambos o objeto «livro».

Vejamos, então, as diferenças entre as duas possibilidades:

i) a estrutura comparativa de igualdade é assinalada pela construção tanto/tão … como/quanto, na qual tanto/tão aponta para um grau de igualdade e como/quanto identifica o segundo termo da comparação que inclui o ponto de referência para o primeiro termo de comparação.

O operador comparativo de igualdade tão é utilizado quando o domínio a quantificar é expresso por meio de um adjetivo (1) ou de um advérbio (2):

(1) «O meu livro é tão bonito como/quanto o teu.»

(2) «O meu livro esgotou tão rapidamente como/quanto o teu.»

O operador de igualdade tanto é selecionado sempre que o domínio de quantificação é expresso através de um verbo (3) ou um nome (4):

(3) «Ele publica tanto como/quanto o João.»

(4) «Ele tem tantos livros como/quanto o João.»

Relativamente à construção com o pronome possessivo meu, uma vez que «os pronomes possessivos são equivalentes a um sintagma nominal completo, tanto sintática como semanticamente» (Raposo et.al., Gramática do Português, p. 906), consideramos que se deve selecionar o operador tanto:

(5) «Este livro é tanto meu quanto teu.»

Refira-se ainda que o operador quão pode ser utilizado para introduzir o segundo termo da comparação, embora seja sentido como uma forma menos atual ou mais literária. Segundo o Dicionário Houaiss (edição eletrónica), quão exprime comparação, seguindo-se a tão:

(6) «Ela é tão simpática quão inteligente.»

ii) a coordenação copulativa correlativa é assinalada pela construção tanto…como, que expressa uma adição de entidades (7) ou de propriedades (8):

(7) «Tanto a Maria como o João gostam de cinema.»

(8) «Ele é tanto professor como aluno

Segundo as gramáticas consultadas, neste caso, os membros introdutórios da coordenação entre termos (tanto e como) são fixos, não estando assinalada a possibilidade de serem substituídos por outros.

Note-se, porém, que Bechara assinala a possibilidade de construção aditiva por meio da série tanto... quanto (Moderna Gramática Portuguesa, p. 451), o que aponta para o facto de na variante de português do Brasil a coordenação poder ser construída com quanto a introduzir o segundo termo coordenado.

Em síntese, para a variante do português europeu, se o consulente pretender expressar uma comparação, dirá:

(9) «Este livro é tanto meu como/quanto teu.»

Se a intenção corresponder à indicação de uma adição de entidades, optará por:

(10) «Este livro é tanto meu como teu.»

Carla Marques
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: locução
Áreas Linguísticas: Semântica; Sintaxe Campos Linguísticos: Orações