Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Palavras convergentes e palavras divergentes

Qual a diferença entre palavras convergentes e palavras divergentes?

Catarina Medeiros Estudante Coimbra, Portugal 30K

Estes dois conceitos relacionam-se com a história da língua. Consideram-se divergentes palavras que, tendo a mesma origem, ou o mesmo étimo, se distanciam quanto ao sentido, à grafia ou à fonética, como por exemplo óculo e olho, de oculu(m), clave e chave, de clave(m) ou rival e rio, de rivu(m).

 

Por seu lado, palavras com origem (ou étimo) distinta poderão aproximar-se. Neste caso estaremos perante palavras convergentes. A ocorrência mais comum é a das palavras homónimas, que se aproximam na grafia e na fonética, como canto da sala, de canthu(m), aresta, e canto do pássaro de cantu(um), canto. É costume incluir aqui também palavras como são, de sanum, saudável, e são, terceira pessoa do verbo ser.

Edite Prada
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo
Áreas Linguísticas: Etimologia; Léxico