O antigo prusso, a geografia dos dialetos brasileiros e «a riqueza singular» da língua portuguesa - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
O antigo prusso, a geografia dos dialetos brasileiros e «a riqueza singular» da língua portuguesa
O antigo prusso, a geografia dos dialetos brasileiros
e «a riqueza singular» da língua portuguesa
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 502

1. O termo antigo prusso e o mapa da dialetologia brasileira são duas respostas que fazem parte do conjunto de nove do consultório da atualização do Ciberdúvidas da presente semana¹. Além disso, espaço para esclarecimentos diversos: a dúvida sobre o que explicativo ou causal, bem como a conjunção pois de natureza conclusiva; a regência do verbo acordar (estar de acordo), a transitividade do verbo tratar, uma construção com ser de e ainda a frase complexa com coordenação e subordinação. Para terminar, a interessante explicação sobre o transmitido não genético.

1 Lembramos o já exposto anteriormente: o Ciberdúvidas passou a assegurar as suas atualizações temáticas apenas uma vez por semana – agora à terça-feira. Entretanto, sempre que a atualidade ou a relevância informativa o justificar, não deixaremos de o assinalar nos Destaques que vão sendo renovados neste período.   

2. Na rubrica Pelourinho, deixamos um novo apontamento crítico, da autoria do jurista Miguel Faria de Bastos, sobre o uso dos anglicismos counsel e corporate services providers nas sociedades de advogados, em Portugal. 

3. «A promoção da língua é central na CPLP [Comunidade de Países de Língua Portuguesa] e o IILP [Instituto Internacional de Língua Portuguesa], é um instrumento por excelência da CPLP nesse domínio», defendeu na Cidade da Praia o presidente do Instituto Camões – Instituto da CooperaçãoLuís Faro Ramos

Na capital cabo-verdiana, decorreu entre 8 e 10 de maio a reunião ordinária do Conselho Científico do IILP, onde foram discutidos vários assuntos, como a aplicação do Acordo Ortográfico e planos de ação para promoção da língua portuguesa. 

Este encontro culminou numa conferência sobre a língua portuguesa, no dia 10, e teve a participação do Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, e dos embaixadores dos países da CPLP acreditados em Cabo Verde. O chefe de Estado cabo-verdiano disse que é preciso «acarinhar e preservar» o português, uma língua que considera ter uma «riqueza singular», em «franca expansão», e ganhando cada vez mais «importância estratégica».

4. Ainda no âmbito desta reunião, foi inaugurada uma exposição itinerante do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, que, em junho, passará também por Angola e, em agosto, por Moçambique.

5.XII cimeira da CPLP foi marcada para 17 e 18 de julho, na ilha do Sal, em Cabo Verde. A data coincide com o aniversário da CPLP, que assinala 22 anos de existência, no dia 17.

6. Em alusão ao 5 de Maio, Dia Internacional da Língua Portuguesa, realiza-se em Luanda, de 15 a 18 de maio, a 2.ª edição do Festlab, Festival Literário Luso-Afro-Brasileiro, com a curadoria do escritor angolano José Luís Mendonça.

Os painéis de debate terão a participação de escritores portugueses, africanos e brasileiros. Portugal estará representado pela poetisa, crítica e ensaísta Maria João Cantinho.   

7. Foi instituído o Prémio Ibero-Americano de Ensaio na Polónia para falantes de português, com os objetivos de promover o conhecimento das línguas e culturas portuguesa e espanhola na Polónia e intensificar as relações entre a comunidade ibero-americana de nações, o mundo eslavo e a Europa Central. Os trabalhos a concurso devem ser ensaios originais de investigação ou reflexão sobre qualquer assunto relacionado com a Argentina, o Brasil, o Chile, a Colômbia, Cuba, o México, o Panamá, o Peru, o Uruguai, a Venezuela, bem como Portugal ou Espanha. Mais informações aqui.