As marcas da guerra no léxico do Português e as ideias do novo presidente do Instituto Camões - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
As marcas da guerra no léxico do Português
e as ideias do novo presidente do Instituto Camões
Nos programas de rádio Língua de Todos e Páginas de Português
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 797

♦ A guerra é o acontecimento total. Deixa marcas indeléveis: no território, no corpo, na memória, mas também na língua. Escritor, ensaísta e professor universitário, José Martins Garcia, biógrafo de Vitorino Nemésio, publicou várias obras de ficção sobre a guerra colonial. O léxico utilizado nestas obras é o pretexto da conversa com o escritor e crítico literário Urbano Bettencourt no programa, Língua de TodosRDP África, transmitido na sexta-feira, dia 9 de fevereiro, às 13h15*,  com repetição no sábado, dia 10, depois do noticiário das 09h00*.

* Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa Língua de Todos disponível posteriormente, aqui.

♦ Um novo presidente para o Instituto Camões, o embaixador Luís de Faro Ramos, e a oportunidade de se perceber o seu olhar sobre os desafios da promoção e difusão da língua portuguesa. Páginas de Português – na  Antena 2, do dia 11 de fevereiro, às 12h30**, com repetição no sábado seguinte, dia 17, às 15h30** – conversou longamente com o novo responsável por este organismo cultural que projecta a língua e a cultura portuguesa no mundo e estabelece uma particular relação com os países da fala comum. Nesta edição, a segunda parte da entrevista com o presidente do Camões — Instituto da Cooperação e da Língua de Portugal. E um novo projecto: a divulgação e o ensino da língua portuguesa na América do Norte

 ** Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa Páginas de Português disponível, posteriormente, aqui.

Sobre o autor