Próclise, em Portugal e no Brasil - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Próclise, em Portugal e no Brasil

Preciso saber tudo sobre próclise.

Quando usar corretamente.

Por favor, mande-me com a máxima urgência uma resposta.

Muito obrigada.

Rosemeire Abrantes Brasil 6K

Não é possível numa resposta de Ciberdúvidas dizer tudo sobre a próclise. Faço unicamente um resumo:

Próclise é o emprego de palavra que, colocada antes de outra, forma uma só com ela, perdendo o seu acento (ex.: realizada com me em «não me faz»).
Como indicações práticas na escrita de Portugal, é, entre outros casos, significativa a próclise:

– Nas frases antecedidas de que (ex.: «por mais que me digas»).
– Nas frases negativas, que contêm, por exemplo, não, nunca, jamais, ninguém, nada, etc. (ex.: «nunca te direi»).
– Nas frases com palavras do tipo: alguém, qualquer, todo, muito, mesmo, outro, etc. (ex.: «alguém me contou»).
– Nas orações ligadas por advérbio interrogativo (ex.: «porque te ris?»).
– Nas frases exclamativas (ex.: «que Deus me ajude»).

Nalguns casos em que é usada a ênclise em Portugal, está no Brasil muito generalizada a próclise (ex.: «eu a amo»; «me desculpe!»; «lhe mandou»; «isto, nos disse o professor, está certo»; ou quando se trata duma locução verbal.

Ao seu dispor,

D´Silvas Filho
Áreas Linguísticas: Gramática; Sintaxe