11 anglicismos voando pelos aeroportos portugueses (e espanhóis) - O nosso idioma - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa O nosso idioma Artigo
11 anglicismos voando pelos aeroportos portugueses (e espanhóis)
11 anglicismos voando pelos aeroportos portugueses (e espanhóis)

O crescimento exponencial do turismo em Portugal e em Espanha nos últimos tempos e o correspondente acréscimo de passageiros nos  principais aeroportos da Península Ibérica trouxeram ainda mais mediatismo aos termos desta terminologia específica, na sua maioria de origem inglesa. Por exemplo, estes 11, sistematizados numa oportuna recomendação da Fundação para o Espanhol Urgente (Fundéu BBVA) sobre a respetiva tradução em castelhano. Vejamo-los, um a um, na equivalência em português:

 

1.   Check in. Mais não é que dar entrada ou registo de entrada quando chegamos ao aeroporto.

Em espanhol: registro ou llegada.

2.   Check out. Ou seja, registo de saída, dar saída ou fazer saída.

Em espanhol: salida.

3.   Duty free. Traduzível para livre de impostos, e designa as lojas que estão livres de impostos. 

Idêntico m espanhol: libre de impuestos.

4.   Handling. É o mesmo que assistência em terra – operação levada a cabo por empresas contratadas pelos aeroportos ou pelas companhias aéreas que asseguram a carga e descarga dos aviões, a sua limpeza dos mesmo,  fornecimento de comida, etc.

Em espanhol : asistencia en tierra.

5.   Hub.  Em português: centro de operações/conexões ou distribuidor.

Várias alternativas em espanhol: centro de operaciones, centro de conexión, distribuidor ou intercambiador.

6.   Jet-lag. Descompensação horária, em língua portuguesa.

Em espanhol: desfase ou descompensación horaria.

7.   Layover/stopover. É quando um passageiro faz escala na sua viagem, ou seja, necessita de trocar de avião ou parar no aeroporto que não seja o de destino.

Idem em espanhol: escala.

8.   Low cost. Equivale aos nossos barato, económico, de baixo custo/preço ou em conta.

Em espanhol: barato, económico, de bajo coste ou de bajo costo.

9.   Overbooking. Usado quando há excesso de reservas, isto é, sobrerreservas.

Em espanhol: sobreventa, sobreontratación ou sobrerreserva.

10.   Shuttle bus. É o autocarro – ônibus, no Brasil – de transporte dos passageiros em trânsito ou desembarcados num o aeroporto para outro destino.

Em espanhol: autobús lanzadera ou simplesmente lazandera.

11.   Body scan. Trata-se do scâner corporal que permite fazer um raio X a todos os que entram no aeroporto, sem lhes tocar.

Em espanhol: escáner corporal. 

Sobre a autora

Licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e mestre em Língua e Cultura Portuguesa – PLE/PL2.