Português na 1.ª pessoa - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Português na 1.ª pessoa
Cortar
O verbo que tira

Dos significados de base do verbo cortar às expressões de que faz parte: este é o percurso da crónica da professora Carla Marques no programa Páginas de Português, transmitido pela Antena 2, no dia 17 de outubro de 2021.

<i>Portugal</i>, <i>Canadá</i> e <i>Califórnias</i> de aquém-mar
Três notas de toponomástica

A propósito do livro Factos Escondidos da História de Portugal – O que Os Compêndios Não Nos Dizem (Lisboa, Oficina do Livro, 2021), do jornalista José Gomes Ferreira, apresentam-se três comentários à etimologia de três nomes geográficos – Portugal, Canadá e Califórnia. Um texto de Carlos Rocha.

Na imagem, a vista para poente na praia da Califórnia, em Sesimbra (fonte: portal da Câmara Municipal de Sesimbra).

 

 

 

Literaturas de língua portuguesa: as trocas que não existem
Intercâmbio perde vitalidade

«Talvez mais lamentável e contraditório, tratando-se de uma organização criada sob a bandeira da língua e da cultura, seja a ausência de um efetivo intercâmbio cultural entre os países membros da CPLP» – opina o escritor angolano João Melo, criticando a perda de vitalidade no intercâmbio entre escritores e circulação de livros na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Artigo publicado no Diário de Notícias em 12 de outubro de 2021 (ver também, do mesmo autor, "Que lusofonia é essa?", em 1 de outubro de 2021).

As metáforas militaristas da pandemia: batalha, inimigo, heróis, vitória
Eficácia e distorções da metáfora

«Embora retoricamente eficaz, a metáfora pode ao mesmo tempo limitar e distorcer a compreensão», revela a autora desta crónica acerca das metáforas militaristas da pandemia.

Crónica publicado no jornal do Público no dia 11 de outubro de 2021. A autora segue a norma ortográfica de 45

 

 

<i>Influencer</i>, influente ou influenciador
Quando saber falar é mesmo importante

O estrangeirismo influencer tem tradução em português. Poderíamos dizer influente ou influenciador. Contudo, o mais importante é alertar os jovens para não se deixarem influenciar por alguém que não sabe falar. Tanto faz que seja um influencer, um influente ou influenciador. O mais importante é que, numa frase, não repita dez vezes «tipo» e, noutra, outras dez, «basicamente». Um apontamento da professora Lúcia Vaz Pedro.

Caminhos da linguística em Angola
Por Jornal de Angola

«Impõem-se desafios aos linguistas e aos decisores de políticas educativas no país [Angola] para incorporar nas grades curriculares das instituições de formação de professores e na Faculdade de Humanidades a disciplina de história da língua portuguesa e que a mesma venha a ser uma disciplina teórico-prática, de modo que se crie uma base de documentos sobre o português angolano [...].»

Artigo de opinião publicado no Jornal de Angola em 3 de outubro de 2021.

Consoantes de gato
Como caracterizá-las?

«Nem comento o despropósito de dizer que um gato, quando está zangado, se põe a bufar. Já não bastam as verdadeiras bufas dos gatos?» Afinal como podemos caracterizar os sons emitidos pelos gatos? Esta é a questão levantada por Miguel Esteves Cardoso nesta crónica publicada no jornal Público no dia 8 de outubro de 2021.

A propósito da CPLP
Falta de visão e estratégia

«Como cidadão desta comunidade, seja lá o que isso for, defendo que a mesma deve ser uma comunidade "total", ou seja, ao mesmo tempo linguística, cultural, económica, diplomática, científica, tecnológica, em suma, multiforme» – afirma o escritor angolano João Melo, criticando o funcionamento da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Artigo transcrito a seguir, com a devida vénia, publicado no Diário de Notícias de 5 de outubro de 2021.

Meu Portugal
O humanismo de Camões e a ligação à língua portuguesa

Nélida Piñon, uma das mais premiadas escritoras brasileiras, escreve sobre o  "seu" Portugal, onde é ambientado o seu novo livro, Um dia chegarei a Sagres. Neste artigo, refere a forma exaustiva como lapida a língua lusa, o humanismo de Camões e a dor de ser humano.

Artigo publicado no Jornal de Letras no dia  6 de outubro de 2021.

<i>Pandora Papers</i>
Em itálico e com maiúsculas iniciais

A expressão Pandora Paperst em aparecido ultimamente na imprensa escrita com muita regularidade, relacionada com contas de figuras públicas nos chamados «paraísos fiscais». Uma expressão  que segue determinados requisitos na forma como se escreve, como lembra a professora Lúcia Vaz Pedro.