Lusofonias - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Início Português na 1.ª pessoa Lusofonias
Textos que versam sobre política de língua.
A língua portuguesa em Moçambique
Entrevista à professora Marta Sitoe – Parte I

No sentido de tentar perceber a situação linguística e o funcionamento do ensino do português em Moçambique, o Ciberdúvidas conversou com a professora Marta Sitoe, investigadora da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique). No decurso da conversa, publicada em duas partes, esta especialista abordou os temas da complexa realidade linguística deste país africano e das características do ensino de línguas, nomeadamente o português.

 O papel da língua portuguesa <br> na construção da identidade cabo-verdiana
Relações da sociedade cabo-verdiana com a língua portuguesa

O papel do português na sua relação com o crioulo cabo-verdiano num estudo desenvolvido por Goreti Freire, professora da Universidade de Cabo Verde.

 

O papel da língua portuguesa <br>na construção da identidade cabo-verdiana (IV)
Os resultados de um inquérito

O papel do português na sua relação com o crioulo cabo-verdiano num estudo desenvolvido por Goreti Freire, professora da Universidade de Cabo Verde (parte IV).

O papel da língua portuguesa <br> na construção da identidade cabo-verdiana (III)
Língua, representação e autoimagem em Cabo Verde

O papel do português na sua relação com o crioulo cabo-verdiano num estudo desenvolvido por Goreti Freire, professora da Universidade de Cabo Verde (parte III).

O papel da língua portuguesa <br>na construção da identidade cabo-verdiana (II)
As funções atribuídas às línguas cabo-verdiana e portuguesa em Cabo Verde

O papel do português na sua relação com o crioulo cabo-verdiano num estudo desenvolvido por Goreti Freire, professora da Universidade de Cabo Verde (parte II).

O papel da língua portuguesa <br>na construção da identidade cabo-verdiana (I)
O contexto sociolinguístico cabo-verdiano

O papel do português na sua relação com o crioulo cabo-verdiano dá matéria ao estudo desenvolvido por Goreti Freire, professora da Universidade de Cabo Verde. Esta é uma matéria que será apresentada ao longo de três artigos que desenvolvem diferentes vertentes do assunto. 

A poética da língua guineense
Veículo de cultura e a idiossincrasia de um povo

«Se uma língua é veículo de cultura, também o é do carácter de um povo, da sua idiossincrasia» – escreve neste artigo a professora Arlinda Mártires sobre a Guiné-Bissau e a sua língua nacional, a propósito da viagem feita ao país de Amílcar Cabral, onde viveu durante cinco anos (1993-98) como leitora de Português.

Texto escrito segundo a norma ortográfica de 1945.

Guiné Equatorial, o nono membro da CPLP ( 2)
Um país multilingue

«A ligação da Guiné Equatorial a Portugal vem dos finais do século XV, época da descoberta e tomada pelos portugueses» – sublinha a linguista e professora universitária  portuguesa Margarita Correia neste segundo artigo dedicado aos dez anos da entrada da Guiné Equatorial na CPLP. Texto transcrito com a devida vénia do Diário de Notícias de 8 de abril de 2024.

Guiné Equatorial – O 9.º membro da CPLP (1)
Dez anos de uma adesão controversa

«Já faz dez anos que a Guiné Equatorial (GE) se tornou membro da CPLP. Parece mentira, mas não é. O facto deu-se na 10.ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, em Díli, a 23 de julho de 2014. Era então secretário executivo da CPLP Murade Isaac Murargy, moçambicano, que esteve à frente dos destinos da organização entre 2012 e 2016. »

Artigo da linguista e professora universitária  portuguesa Margarita Correia, publicado no Diário de Notícias no dia 1 de abril de 2024, onde aborda a entrada da Guiné Equatorial na CPLP.–

«Multilinguismo em Timor-Leste é uma riqueza <br> e aprender português é uma mais-valia»
Entrevista à linguista Isabel Duarte

Nesta entrevista,  publicada no dia 2 de fevereiro de 2024 no jornal timorense Diligente, a professora Isabel Margarida Duarte, diretora-adjunta do mestrado em Ensino de Português no contexto de Timor-Leste, discute a importância da diversidade linguística em Timor-Leste e o papel do português nesse contexto.