O conceito de amálgama
O que é amálgama no contexto da semântica lexical? Que exemplos podemos considerar como amálgamas?Obrigada.
Teresa Rodrigues Prof. E. S. André de Gouveia Évora, Portugal 3K

No subdomínio de semântica lexical da Terminologia Lingu[ü]ística para os Ensinos Básico e Secundário (TLEBS), o conceito de amálgama está definido quer como «processo morfológico que permite formar novas unidades lexicais a partir da fusão de duas ou mais unidades lexicais truncadas»,1 quer como a unidade lexical resultante desse processo.2 Margarita Correia e Lucia San Payo de Lemos (Inovação Lexical em Português, 2005, Colibri, pág. 44) explicam que este tipo de unidade lexical é constituído «com partes de palavras, que se juntam, formando uma palavra gráfica», dando os seguintes exemplos: credifone («crédito para o telefone»); telemóvel («telefone móvel»); setor/setora (amálgam de «senhor/a doutor/a» não aceite pela norma).

1 Refira-se que o termo «unidade lexical truncada» é também designado como truncação ou abreviação vocabular por Margarita Correia e Lucia San Payo de Lemos (Inovação Lexical em Português, 2005, Colibri, págs. 44 e 89) . Estas investigadoras dão como exemplos de truncações as palavras metro (por metropolitano) e otorrino (por otorrinolaringologista) e, sobre este tipo de redução de palavras, observam o seguinte (idem, pág. 45):

«A truncação ou abreviação vocabular nem sempre se faz do modo mais previsível, isto é, nem sempre se faz omitindo elementos constitutivos da palavra abreviada, até porque, frequentemente, essas estrutura é opca para a generalidade dos falantes, parecendo serem predominantes as truncações dissilábicas. Ex.:

heli (abreviação de helicóptero) não corresponde a um dos elemmentos constitutivos, que é helic(o)- ("hélice").»

2  Os exemplos de amálgama apresentados na TLEBS, informática e cibernauta, são discutíveis. O vocábulo informática é descrito como resultado da amalgamação de informação com automática, mas o Dicionário Houaiss indica que se trata de um empréstimo do francês, língua em que se criou o termo informatique a partir da truncação de information e da sufixação de -ique. Cibernauta aparece como se fosse formado por ciber e nauta,  truncações de cibernética e astronauta, respecticamente. Ora, ciber- está regist{#|r}ado no Dicionário Houaiss e no dicionário da Academia das Ciências de Lisboa como elemento de formação de origem inglesa (cyber, redução de cybernetics, por sua vez, do grego kubernētēs, «piloto», dirigente»); quanto a nauta, figura nos referidos dicionários como palavra autónoma, com o significado de «navegante». É, portanto, duvidoso que os elementos de formação de cibernauta sejam simples truncações (ver nota 1).

Tema: TLEBS
Áreas Linguísticas: Léxico ; Morfologia