Modificador do grupo verbal, predicado e grupo móvel - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Modificador do grupo verbal, predicado e grupo móvel

Li no manual do meu filho (Areal) que o modificador faz parte do predicado. Achei curioso e até caricato, já que é um grupo móvel.

Fernando Santos Funcionário Público Porto, Portugal 190

modificador (do grupo verbal) integra a função sintática de predicado.

O predicado é uma função sintática que se define ao nível da frase e que pode incluir no seu interior o verbo e todos os seus complementos e modificadores.

Deste modo, o predicado pode resumir-se em exclusivo à forma verbal, num caso de um verbo intransitivo, por exemplo:

(1) «Ele tossiu.»

Em (1), o predicado é composto por tossiu.

Noutras frases, o predicado pode incluir um conjunto alargado de constituintes:

(2) «Ele escreveu imediatamente uma carta à Joana naquela tarde cheia de sobressaltos.»

Em (2), o predicado é composto pela forma verbal escreveu, pelo complemento direto («uma carta»), pelo complemento indireto («à Joana») e por dois modificadores do grupo verbal («imediatamente» e «naquela tarde cheia de sobressaltos»).

É importante referir ainda que o modificador do grupo verbal pode surgir em qualquer lugar da frase: no seu início (3), no seu interior (4) ou no seu final (5):

(3) «Ontem, leu o jornal.»

(4) «Leu, ontem, o jornal.»

(5) «Leu o jornal ontem.

A designação «grupo móvel» é utilizada, por vezes, no 1.º ciclo, mas é importante compreendermos que não existe nenhuma função sintática com esta designação e que ela pode referir-se a constituintes que desempenham funções sintáticas distintas, pelo que não é um conceito rigoroso no domínio da sintaxe.  

É de referir, ainda, que é importante distinguir os vários tipos de modificador existentes, pois, como já foi referido, só o modificador do grupo verbal integra o predicado.

Assim, os modificadores distinguem-se em:

(i) modificador de frase: o constituinte com esta função sintática incide sobre toda a frase e identifica-se porque não pode ser negado nem interrogado (cf. a aplicação destes testes também aqui):

(3) «Provavelmente, vai chover.»

Provavelmente não pode ser negado nem interrogado, pois as frases que se geram são agramaticais:

(4) «*É provavelmente que vai chover?»

(5) «*Não provavelmente mas efetivamente vai chover.»

(ii) modificador de grupo verbal: incide sobre o grupo verbal e distingue-se do modificador de frase porque pode ser interrogado e negado:

(6) «Hoje vai chover.»

(7) «É hoje que vai chover?»

(8) «Vai chover não hoje mas amanhã.»

(iii) modificador de nome: incide sobre o nome, modificando o seu sentido; consideramos dois tipos de modificador do nome, o modificador restritivo (9) e o modificador apositivo (10):

(9) «O sabão azul é muito bom.»

(10) «O João, meu colega na academia, vai viajar.»

 

* indica a agramaticalidade da frase.

Carla Marques
Áreas Linguísticas: Sintaxe Campos Linguísticos: Funções sintácticas