Adjetivos pátrios compostos italiano-alemão e ítalo-alemão - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Adjetivos pátrios compostos italiano-alemão e ítalo-alemão

Gostaria de saber se as formas "italiano-alemão" e "ítalo-alemão", enquanto adjetivos compostos, estão corretas ou incorretas.

Cumprimentos.

Joana Ribeiro Tradutora Leiria, Portugal 42

Os dois compostos de nomes e adjetivos pátrios, isto é, que designam a nacionalidade de alguém, estão corretos.

A forma mais comum de designarmos uma pessoa que é natural de Itália é italiano/italiana e, por isso, diríamos que uma pessoa que é tanto italiana como alemã é italiano-alemã. Poderia pensar-se que, da mesma forma, à semelhança deste caso, existiria um adjetivo composto para designarmos uma pessoa que seja tanto portuguesa como alemã: "português-alemã"1. Na verdade, o mais comum é dizer ou escrever que alguém é luso-alemão, por exemplo, sendo que luso é considerado a forma reduzida de lusitano – «relativo a Portugal ou o que é natural ou habitante» (Dicionário Houaiss–, que entrou na língua como elemento gentílico. Da mesma forma, pode denominar-se um «indivíduo natural ou habitante de Itália antiga ou atual» (ibidem) de ítalo, uma forma alatinada e reduzida de italiano. Assim, afirmar que alguém é ítalo-alemão está igualmente correto.

1 O composto português-alemão é empregado em associação a dicionário, em títulos (Dicionário Português-Alemão) e expressões como «um dicionário português-alemão» (cf. Rebelo Gonçalves, Vocabulário da Língua Portuguesa, 1966).

Sara Mourato
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Léxico; Ortografia/Pontuação; Semântica Campos Linguísticos: Atestação/Significado de palavras