Casos de uso da vírgula - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Casos de uso da vírgula

Tenho algumas dúvidas sobre o uso da vírgula.

A respeito do uso de vírgula antes de sim nos exemplos abaixo. O uso está correto? A vírgula poderia ser omitida?

1)«– Quer assistir ao jogo lá em casa?

     – Quero, sim.»

2) «Renata faz, sim, quatro horas de academia por dia.»

Em relação ao uso de vírgula entre as conjunções e e quando.

3) «Fui ao mercado e, quando estava voltando para casa, começou a chover.» /p>

(Neste caso, penso que a vírgula deveria ser obrigatória, pois a oração adverbial temporal está intercalada, porém quase nunca vejo essa vírgula ser usada).

Vírgula em «ou ainda».

O correto é:

4) «Se fizer isso, ele pode ser preso ou ainda, executado.»

Ou

5) «Se fizer isso, ele pode ser preso ou, ainda, executado.» (com vírgula depois de ou).

Jorge J. Estudante Rio de Janeiro, Brasil 30K

De acordo com Celso Cunha e Lindley Cintra (Nova Gramática do Português Contemporâneo, p. 641), a vírgula pode servir «para isolar o aposto, ou qualquer elemento de valor meramente explicativo: Conheço, sim, o cansaço do nosso corpo; A meu pai, com efeito, ninguém fazia falta; Alice, a menina, estava feliz».

Deste modo, nas frases 1) e 2), está correta a colocação das vírgulas, nos moldes propostos.

No enunciado 3), tem razão de ser a observação do estimado consulente, pois, ainda de acordo com os autores citados, p. 644, a vírgula serve igualmente «para isolar as orações intercaladas».

No caso do enunciado 4), diria que a colocação da virgula não se justifica, já que quebra um constituinte que deverá funcionar como um bloco (= «ou executado»).

No que diz respeito a 5), é aceitável a opção sugerida, visto que «ainda» é um elemento não obrigatório na frase (= modificador), acabando por se enquadrar, grosso modo, na explicação sugerida para os enunciados 1) e 2). Ainda no que se refere à frase 5), poder-se-ia igualmente optar pelas seguintes soluções «Se fizer isso, ele pode ser preso, ou, ainda, executado»; «Se fizer isso, ele pode ser preso, ou ainda executado», pois Cintra e Cunha (ibidem, p. 643) referem claramente que a vírgula é usada «para separar orações coordenadas sindéticas, salvo as introduzidas por e: [...] Ou elas tocavam, ou jogávamos os três [...]».

Pedro Mateus
Áreas Linguísticas: Ortografia/Pontuação; Sintaxe