A flexão com o quantificador quanto - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A flexão com o quantificador quanto

Está correta a frase «A única coisa que precisamos de saber é quanta compreensão e respeito eles têm pelo caminho um do outro», ou necessitamos de colocar «A única coisa que precisamos de saber é quanta compreensão e quanto respeito eles têm pelo caminho um do outro»?

Muito obrigada.

Vera Marques Professora Aveiro, Portugal 50

As duas opções são aceitáveis.

No caso de optarmos pela primeira frase, «A única coisa que precisamos saber é quanta compreensão e respeito eles têm pelo caminho um do outro», estamos a considerar que há um único sintagma nominal, cujo núcleo é o constituinte «compreensão e respeito», que é constituído por dois nomes coordenados e sobre os quais incide o quantificador interrogativo quanto. Neste caso, o quantificador flexiona no feminino e no singular porque é um caso de concordância parcial1 no qual o elemento determinante concorda com o nome que está mais próximo dele (no caso, o nome compreensão).

Se preferirmos a segunda frase, «A única coisa que precisamos saber é quanta compreensão e quanto respeito eles têm pelo caminho um do outro», estamos perante dois sintagmas nominais coordenados, integrando cada um o seu quantificador que incide sobre o nome nuclear do sintagma.

Disponha sempre! 

1. Sobre o conceito de concordância parcial, consulte-se, por exemplo, Bechara, Moderna Gramática Portuguesa. Nova Fronteira, pp. 441-442.

Carla Marques
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: quantificador
Áreas Linguísticas: Sintaxe Campos Linguísticos: Concordância