Início Respostas Consultório Tema: Etimologia
Vicente Martins Brasil 448

De há muito tenho encontrado nos jornais de grande circulação do país, o emprego das formas “legisferante” e legiferante. Por exemplo, em «No meu sentir, o fenômeno mais perturbador que se tem revelado nos últimos anos é a tendência legisferante e até constituinte com que o Supremo Tribunal Federal tem se comportado.?» (coluna de Frederico Vasconcelos, Folha de São Paulo, 31/12/2016).

No buscador aberto do referido jornal, encontro pelo menos 7 ocorrências com esta forma. Da mesma forma, na Folha de São Paulo, deparo-me, entre outros empregos similares, com a forma legiferante assim empregada: «A despeito de sua evidente relevância, as agências reguladoras não receberam do legislador uma delegação tão dilatada a ponto de poderem editar leis ou substituírem o Congresso no exercício soberano da função legiferante.» (Gustavo Binenbojm, “Opinião Tendências/Debates”, Folha de São Paulo, 17/08/2017). 

No buscador aberto do jornal, encontro o registro pelo menos 88 ocorrências com esta forma. Como explicar as duas formas concorrentes? Qual deve ser a forma, a rigor, prevalecer na norma padrão? Qual das duas formas tem o acolhimento por parte da Academia, seja portuguesa ou brasileira?

Grato, desde já, por uma resposta ou esclarecimento. 

Anderson Morais Estudante Olinda, Brasil 437

Ao ler alguns textos antigos, notei que a palavra ontem era grafada com h, «hontem». Por isso, eu gostaria de saber duas coisas: qual é a etimologia da palavra ontem e por que o h não se manteve nela, mas se mantém em hoje?

De antemão, agradeço a resposta.

Catarina Matias Portugal 507

A expressão correcta é «pico do Verão» ou «pino do Verão»?

Obrigada.

Roger Estudante São Paulo, Brasil 332

Qual a origem do verbo lotar, no sentido de «encher demais»? É comum ouvir que uma sala, um estádio ou um ônibus estão superlotados, mas o termo é também válido para cidades com mais habitantes por m2 que o normal? "Superpovoada" é, por alguma razão, uma opção mais correta?

Obrigado.

Virgílio Pena da Costa Economista Lisboa, Portugal 1K

Na vida militar quando se passava à disponibilidade (terminava o serviço militar) era referido como «passar à peluda». É conhecida a origem desta expressão?

Ana Sousa Professora Português/Francês Paredes, Portugal 929

Ouvi recentemente alguém chamar "pombeiro" a um pombal. Mas alguns dicionários que consultei apresentam estas palavras como tendo significados muito diferentes. Surgiu-me, portanto, a seguinte dúvida: pode-se, em algum caso, atribuir a designação "pombeiro" a um pombal?

Paulo Aimoré Oliveira Barros servidor público federal Garanhuns, Brasil 666

No Ceará existe uma localidade cuja denominação é Arneiroz. Sei que em Portugal há um lugar chamado Arneirós. Minha dúvida consiste na maneira como se grafa o topônimo aqui no Brasil. Justifica-se o uso do zê em vez do esse?

Muito grato.

Maria José Buchinho Estudante Setúbal, Portugal 6K

O nome da cidade de Beja vem do árabe?

João Nunes Estudante Lisboa, Portugal 2K

Qual é a origem da palavra alferes?

João Fontes Reformado Setúbal, Portugal 7K

Sei que Alcácer (do Sal) vem do árabe, mas gostaria de saber exatamente o que significava na sua origem.