Os pronomes consigo e comigo - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Os pronomes consigo e comigo

Estou cursando um preparatório para concurso e em uma das aulas o professor nos disse que podemos usar o pronome consigo com referência a primeira pessoa do singular eu. Por exemplo: «Eu caminhava e falava consigo sobre o que ocorreu ontem.»

Perguntei a ele se deveria usar o pronome comigo ao invés do consigo. Ele disse que ambas as formas podem ser aceitas em uma prova de concurso. Porém, depende de a bancada julgar correto ou não.

Segundo ele, o professor, temos muitos autores de gramática da língua portuguesa que divergem quanto ao uso desse pronome com referencia ao pronome eu.

Preciso de ajuda quanto a esta questão e desde já agradeço.

Carlos Pinheiro Hoteleiro Rio de Janeiro, Brasil 17K

O pronome pessoal consigo é um pronome reflexivo e representa apenas, no português Brasil, a 3.ª pessoa do singular ou do plural: «O rapaz não trouxe a namorada consigo

A forma comigo é a única que representa a 1ª pessoa do singular. Por conseguinte, a frase «Eu caminhava e falava consigo sobre o que ocorreu ontem» é inaceitável no contexto da norma brasileira e deveria ter a seguinte formulação: «Eu caminhava e falava comigo sobre o que ocorreu ontem.»

Em Portugal, o pronome consigo pode ter como referência o pronome você, pelo que é gramatical a frase «Eu caminhava e falava consigo sobre o que ocorreu ontem», desde que a interpretemos do seguinte modo: «Eu caminhava e falava com você sobre o que ocorreu ontem.»

Sandra Duarte Tavares/Carlos Rocha