Os particípios passados e o grau superlativo absoluto sintético realizadíssimo - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Os particípios passados e o grau superlativo absoluto sintético realizadíssimo

Li num site brasileiro a palavra realizadíssimo e procurei na Internet outros exemplos e encontrei vários: pintadíssimo, cantadíssimo, pescadíssimo e muitos outros.

Penso que está errado e gostaria de saber se tenho razão.

José Figueiredo Reformado Ílhavo, Portugal 42

Assumindo que o consulente se questiona acerca do uso do particípio passado no grau superlativo absoluto sintético em orações passivas, então a resposta é sim, está errado, ou seja, não se coloca o particípio passado – (ser) realizado, pintado, cantado, pescado, etc.  nesse grau. Serão, portanto, muito estranhas frases meramente declarativas, referentes a acontecimentos ou atividades, como: «este filme foi realizadíssimo por Manoel de Oliveira»; «este fresco foi pintadíssimo por Leonardo da Vinci»; «neste momento, uma peça maravilhosa está a ser cantadíssima pelo coro»; ou «um robalo foi pescadíssimo ontem por aquele homem».

No entanto, é possível esta forma ocorrer adjetivalmente, sobretudo no discurso mais enfático ou mais informal; veja-se, por exemplo:

1. «Foi uma época incrível, estou realizadíssimo» (= muito satisfeito); 

2. «A rapariga estava pintadíssima ontem» (= muito maquilhada) ou «a casa está pintadíssima de fresco» (= acabada de pintar)

3. «Naquele tempo, essa música era cantadíssima» (= era cantada muitas vezes);

4. «Temos peixe pescadíssimo em alto-mar» (= foi mesmo pescado em alto-mar).

Sara Mourato
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Morfologia Flexional; Semântica; Sintaxe Campos Linguísticos: Superlativos