Os adjetivos hipertensivo e hipertensor (II) - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Os adjetivos hipertensivo e hipertensor (II)

Como se deve dizer: «medicamento anti-hipertensor» ou «medicamento anti-hipertensivo»?

Muito obrigado.

Vitor Manuel Margarido Paixão Dias Médico Porto, Portugal 42

Já tivemos ocasião de nos referir indiretamente às formas hipertensor e hipertensivo na resposta "Anti-hipertensor, anti-hipertensivo ou hipotensor?". Contudo, procurando completar o que aí se expôs, diga-se que as duas formas derivadas adjetivais anti-hipertensor e anti-hipertensivo, ambas com o significado de «que combatem a hipertensão», se escrevem com hífen1 estão bem formadas e têm uso legítimo, de acordo com o registo de ambas no dicionário de termos médicos da Porto Editora na Infopédia e no glossário do sítio eletrónico Médicos de Portugal. Igualmente corretas são as bases de derivação destes termos, hipertensor e hipertensivo.

Note-se, porém, que uma busca no Google revela que na literatura académica a forma hipertensivo é mais comum do que hipertensor. Não quer isto dizer que esta seja, do ponto de vista linguístico, menos correta que aquela2; e, na verdade, voltando aos derivados anti-hipertensor e anti-hipertensivo, ocorrem estes sem claro contraste semântico em diferentes documentos disponibilizados por uma mesma entidade da área da saúde (exemplos extraídos de documentos em linha da Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produto de Saúde, I. P.):

(1) «ECAMAIS é um medicamento anti-hipertensor que consiste na associação de duas substância activas que reduzem a pressão arterial [...].» [Infarmed, 17/01/2019]

(2) «Os simpaticomiméticos podem reduzir o efeito anti-hipertensivo dos inibidores da enzima de conversão.» [idem, ibidem]

Os contextos acima ilustram o uso de anti-hipertensor e anti-hipertensivo, associados respetivamente a medicamento e efeito, o que poderia levar a supor que os adjetivos em apreço se associam a diferentes nomes. Contudo, um outro documento da mesma entidade citada faculta um exemplo de «efeito anti-hipertensor» (ver exemplo 3, infra), que não parece ter significado distinto de «efeito anti-hipertensivo» (exemplo 4):

(3) «A administração simultânea de antidepressivos tricíclicos ou neurolépticos com propriedades bloqueadoras α pode diminuir ou anular o efeito anti-hipertensor da clonidina [...].» [Infarmed, 10/07/2012]

(4) «Em doentes com uma função renal normal o efeito anti-hipertensivo é alcançado com concentrações plasmáticas entre 0,2 e 2,0 ng/mL.» [idem, ibidem]

Observe-se, porém, que hipertensor e os seus derivados prefixais podem ser usados como nomes (ver dicionários da Infopédia e da Priberam):

(5) «Está disponível informação limitada sobre a comparação da nifedipina com outros anti-hipertensores [...].» [Infarmed, 17/01/2019]

Quanto a hipertensivo, terá este termo a mesma possibilidade (cf. Infopédia e Dicionário Houaiss), mas outros dicionários não a referem (cf. dicionário da Priberam).

Resta acrescentar que a descrição feita, estritamente linguística, encontra paralelo na aplicável às formas hipotensor e hipotensivo, «que causa uma diminuição da pressão sanguínea», e aos derivados anti-hipotensor e anti-hipotensivo.

 

1 Os derivados prefixais de palavras começadas por hhemorrágico, higiénico, histamínico – escrevem-se com hífen: anti-hemorrágico, anti-higiénico, anti-histamínico [cf. Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990Base XVI, 1, a) ].

2 Há quem proponha que hipertensivo tem um significado mais alargado do que hipertensor [ver Joffre M. De Rezende (1921-2015), "Linguagem médica. Hipertensivo, hipetensor", in Tópicos Selecionados da História da Medicina e da Linguagem Médica (em linha), 10/09/2004). Os dados recolhidos para esta resposta sugerem que, quando usados adjetivalmente, os dois termos são sinónimos, equivalência que se transmite aos seus derivados prefixais.

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: adjectivo