O pronome o usado como demonstrativo - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O pronome o usado como demonstrativo

Na frase «é por ela ser simpática que lhe dou o bolo», porque é que usamos o pronome de objeto no masculino? Porque é que não dizemos «é por ela sê-la»?

Muito obrigada pelo vosso trabalho.

Maria Gonçalves Professora Lisboa, Portugal 2K

O pronome o usa-se para referir um predicativo do sujeito ou uma oração. Nesse caso, tem valor demonstrativo:

(1) «A Joana era feliz e foi-o durante muito tempo.»

(2) «A Joana disse que se demitia e fê-lo logo a seguir.»

Celso Cunha e Lindley Cintra (Nova Gramática do Português Contemporâneo, 1984, p. 340) observam que «[...] no singular masculino, [o] equivale a "isto", "isso", "aquilo", e exerce as funções de objeto direto ou de predicativo, referindo-se a substantivo, a um adjetivo, ao sentido geral de uma frase ou de um termo dela: "O valor de uma desilusão, sabia-o ela" (Miguel Torga [...]); "não cuides que não era sincero, era-o" (Machado de Assis [...]); [...] "Ser feliz é o que importa/ Não importa como o ser!" (Fernando Pessoa [...]).»

Carlos Rocha
Tema: Classes de palavras Classe de Palavras: pronome