Início Respostas Consultório Área linguística: Tradução
Lino Mendes Montargil, Portugal 1K

Como é a tradução portuguesa de «stand-up comedy»?

Obrigado.

Júlio César Ferreira Reformado Vizela, Portugal 492

Oiço, com alguma frequência, os comentadores e relatores de desporto, principalmente de futebol, referirem : «este jogador é da "cantera" do clube...» Já vi em muitos dicionários e a palavra, em português, não existe.

O que significa e porque é tantas vezes referida?

José Carlos Amorim Reformado Lisboa, Portugal 638

Nas notícias à volta das acusações dos EUA contra a alegada espionagem informática da Rússia na recente campanha eleitoral norte-americana e a respetiva retaliação diplomática, surgiu mais um anglicismo: spearphishing. O termo designa a fraude electrónica contra alvos específicos para obtenção de dados confidenciais de terceiros. Qual poderia ser o equivalente em português?Já agora: e para o termo, também agora muito em voga nos media nacionais, «think thanks»?

Joám Maceiras A Corunha, Espanha 275

Como se diria "cuelga fácil" em português?

Obrigado.

Paulo de Sousa Tradutor Cascais, Portugal 588

A expressão inglesa dog-whistle politics («política do apito do cão» – alusão ao som alto emitido por um apito, o qual só um cão consegue ouvir) é sobretudo usada nos EUA quando, na mensagem política, são empregados termos e conceitos aparentemente inócuos, mas potencialmente controversos, e que apenas uma porção (fação) do eleitorado compreende e identifica, deixando a maioria na ignorância ou com uma ideia muito diferente.

Por exemplo, a atual candidata à presidência dos EUA, Hillary Clinton, diz que o seu adversário, Donald Trump, sobrevive à custa dessa prática política, referindo ainda que a dog-whistle politics não é solução para os problemas da América, e muito menos do mundo.

Considerando que política do apito do cão não seria entendível, pois não vigora (ainda) na linguagem corrente (nos países de língua inglesa, quando começou a ser usada há cerca de uma década, careceu de explicação por parte dos meios de comunicação social), pergunto: seria aceitável traduzir-se por «política demagógica», «política da demagogia» ou «demagogice política», ou talvez outra expressão que pudessem sugerir?

João Carlos Amorim Reformado Lisboa, Portugal 942

Em inglês denomina-se crowdfunding o financiamento a partir de doações anónimas recolhido via Internet para o custeamento de determinados projetos ou iniciativas de relevância cultural, social ou outra. Como deveríamos optar pela sua equivalência em português?

Os meus agradecimentos.

João Daniel Filipe Professor Almada, Portugal 1K

Penso que já li todos os artigos do Ciberdúvidas sobre o plural de “curriculum”, mas em nenhum deles encontrei resposta para o seguinte: quem, em vez de dizer “os currículos”, prefere a forma latina “curricula”, não incorre em erro grotesco quando escreve expressões do género «os programas dos curricula» (em vez de «os programas curriculorum») ou «nos curricula deste curso» (em vez de «nos curriculis deste curso»)? Não seria mais coerente empregar sempre a forma portuguesa?

Luís Cantante Fernandes Gestor de mercado Paris, França 708

Desejava saber a tradução do termo francês "réchampir" no sentido de «pôr em relevo as partes mais profundas de um móvel ou quadro ao pintar os contornos» e «trabalhar sobre uma oposição de cores».

Com os meus antecipados agradecimentos.

João Emanuel Moniz Campos Gomes Verificador especialista da Direcção-Geral das Alfândegas (aposentado) Sintra, Portugal 721

Pretendo confirmar a tradução para português da divisa ou lema heráldico da rainha de Portugal D. Leonor, mulher de D. João II: «Preciosior est cunctis opibus.»

Luís Duarte Informático Queluz, Portugal 797

A palavra lingerie consta no léxico do Dicionário da Porto Editora e do Dicionário Priberam. O único senão é que a transcrição fonética é [lɐ̃ʒəˈri], ou seja, é a pronúncia francesa. Não se deveria escrever "langerie" em vez de lingerie? Ou, pelo contrário, não se deveria aportuguesar a pronúncia de lingerie para "lingerie"?