O modismo incontornável, o Dia de Todos os Santos vs. Noite das Bruxas, a formação da palavra pobreza e o vocábulo incongruado - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
O modismo incontornável, o Dia de Todos os Santos vs. Noite das Bruxas, a formação da palavra pobreza e o vocábulo incongruado
O modismo incontornável, o Dia de Todos os Santos vs. Noite das Bruxas, a formação da palavra pobreza e o vocábulo incongruado
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 234

1. Em O nosso idioma, um novo texto da linguista Carla Marques descreve a evolução semântica da palavra incontornável, um lugar comum da adjetivação do atual discurso mediático e político. Sobre este tema, observa a autora: «Os sentidos dicionarizados são [...] muitas vezes curtos face aos usos a que uma palavra é sujeita. É sobretudo no domínio da comunicação social que o recurso à palavra parece ser incontornável, que é uma forma de dizer que está na moda porque serve para tudo.»

2. Na mesma rubrica, disponibiliza-se um texto do linguista brasileiro Aldo Bizzocchi, originalmente publicado no blogue Diário de um Linguista em 30/10/2018, a propósito das comemorações à volta de 1 de novembro, tradicionalmente o Dia de Todos os Santos, data atualmente revigorada no calendário festivo pela festa anglo-saxónica de Halloween – de All Hallow Even, «véspera de Todos os Santos». Refira-se que da festa religiosa cristã do passado se passou hoje à euforia da Noite das Bruxas, em que, à boa maneira americana, crianças e jovens (e não só) se mascaram e saem à rua para prometer «doçura ou travessura»* (na imagem, as abóboras alusivas a esta época).

*Considera Bizzocchi que a famosa frase inglesa «trick or treat», pronunciada pelos grupos de jovens que, neste época, batem à porta das casas para pedir doces, se poderia traduzir, no Brasil, por «gostosura ou travessura», frase, segundo o linguista brasileiro, muito longa e pouco prática em comparação com a original americana. No entanto, em Portugal, popularizou-se a expressão «doçura ou travessura», ao que parece muito  graças à intervenção das escolas. Sobre a Noite das Bruxas e o Dia de Todos os Santos, leiam-se Todos-os-Santos vs. «Todos os Santos», e "A propósito do Dia das Bruxas".

3. «Que coisa esquisita!», ocorre dizer na Noite das Bruxas... para logo depois perguntar no consultório: qual a classe de palavras de que nessa interrogativa? A propósito de sustos, também calha pensar no verbo acudir e no seu uso gramatical. E que significará incongruado, vocábulo que Jorge Amado (1912-2001) num diálogo do romance Jubiabá (1935)? Ainda nesta atualização, a diferença entre obrigação e obrigatoriedade, e a formação de uma palavra na ordem do dia, pobreza.

4. No programa de rádio Língua de Todos, transmitido pela RDP Áfricana sexta-feira, dia 2 de novembro, às 13h15* (com repetição no sábado, 3/11), em foco algumas questões linguísticas colocadas pelos consulentes do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. No Páginas de Português, que vai para o ar na Antena 2, no domingo, 4 de novembro, às 12h30* (com repetição no sábado seguinte, 10/11, pelas 15h30), é entrevistada a professora e consultora linguística Sara de Almeida Leite sobre o seu mais recente livro Para acabar de vez com o mau português.

* Os programas Língua de Todos, e Páginas de Português  ficam  disponíveis posteriormente aqui e aqui. Hora oficial de Portugal continental.