Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
De Júlio Dinis ao falar raiano de Marvão
De Júlio Dinis ao falar raiano de Marvão
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 306

1. Qual o significado das expressões «ser um rabo de porco» e «juntar uma colher de cagulo»? E o do brasileirismo «ripário»? E eido é o mesmo que quinteiro, uma e outra palavras usadas por Júlio Dinis, no romance A Morgadinha dos Canaviais? Finalmente mais a quinta questão esclarecida no consultório da presente atualização do Ciberdúvidas: «”Forçoso é, no entanto, que agora vos interrompa para oferecer-vos algo que seria de bom alvedrio examinardes.” Está correto o infinitivo flexionado “examinardes”?»

2. Temas dos programas produzidos pelo Ciberdúvidas para a rádio pública portuguesa*: as novas regras do uso do hífen pós-Acordo Ortográfico e à volta de regências mais problemáticas, como acontece com os verbos alertar e avisar.

Língua de Todos, na sexta-feira, dia 21, às 13h15, na RDP África, com repetição no sábado, dia 22; e Páginas de Português, no domingo, dia 23, na Antena 2, às 12h30, com repetição no sábado seguinte, às 15h30.

3. Por último, na rubrica Montra de Livros damos nota do recém-editado Dicionário do Falar Raiano de Marvão, da autoria da linguista Teresa Simão; e, em O Nosso Idioma, transcrevemos, com a devida vénia, o texto de Sandra Duarte Tavares publicado na revista Visão de 14 p.p., "6 dicas para comunicar em público de forma eficaz".