Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A sintaxe de avisar

Porque se diz «avisando-os» e não «avisando-lhes» na seguinte frase?

«Envia-se um mail ao gestor e ao devedor, avisando-os dessa suspensão.»

Obrigado.

Marco Taboada Engenheiro industrial Lisboa, Portugal 4K

O verbo avisar é usado com dois complementos:

a) um complemento directo («avisar alguém») — «o Rui avisou o João»;

b) a que se associa um complemento preposicional («avisar alguém de alguma coisa/de que acontece alguma coisa») — «o Rui avisou o João da reunião/de que ia realizar-se uma reunião».

O pronome pessoal que substitui o complemento directo em (a) só pode ser o(s)/a(s). Recorrer a lhe está errado, porque este pronome só pode substituir complementos indirectos, isto é, expressões introduzidas pela preposição a, que em geral se reportam ao beneficiário de uma acção, como sucede com o verbo dar:

(i) «Dei um livro à Rita.»/«Dei-lhe um livro.»

Não é este o caso de avisar (o asterisco indica agramaticalidade):

(ii) «Avisei a Rita do cancelamento.»/*«Avisei-lhe do cancelamento.»

A pronominalização correcta de «a Rita» é, portanto, -a:

(iii) «Avisei-a do cancelamento.»

 

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma