A pronúncia de ferroviário, ainda o modismo «*é suposto» e uma aula de costura no magazine Cuidado com a Língua! - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Início Aberturas Abertura
A pronúncia de ferroviário, ainda o modismo «*é suposto» e uma aula de costura no magazine Cuidado com a Língua!
A pronúncia de ferroviário, ainda o modismo «*é suposto»
e uma aula de costura no magazine Cuidado com a Língua!
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 180

1. Na nova abertura do Consultório, encontramos a palavra ferroviário, que designa uma profissão ligada aos caminhos de ferro. Mas como se pronuncia? O modismo «é suposto» tem sido criticado e têm sido apontadas alternativas ao seu uso. No entanto, quando supor é usado numa frase como sinónimo de considerar deve flexionar no singular ou no plural? Também uma questão relacionada com a grafia de Centro-Serra (Brasil), segundo o Acordo Ortográfico de 90. Podemos ainda encontrar respostas a questões relacionadas com a diferença entre as expressões «da parte da manhã» e «na parte da manhã», a correção das formas onde aonde numa frase específica e a diferença entre os valores aspetuais iterativo e habitual. 

A propósito do evitável modismo «é suposto», recordamos alguns esclarecimentos divulgados no Ciberdúvidas: «O dispensável estrangeirismo «é suposto»», «Ainda o modismo: É suposto...», «A praga do «é suposto»».

Primeira imagem: imagem do Museu Nacional Ferroviário de Lousado 

2. No magazine televisivo Cuidado com a Língua!, uma aula de costura motiva uma incursão pelo campo lexical da moda, passando em revista a evolução de palavras como agulha ou costurar e descobrindo o sentido da palavra pesponto ou da expressão «ter para os alfinetes». Estes e outros assuntos serão tratados no novo programa do Cuidado com a Língua!, emitido na RTP1, quarta-feira, dia 23 de outubro, depois das 21h00* (mais informações aqui). 

* Hora oficial de Portugal continental, podendo o programa ser visto, posteriormente, via  RTP Play.

 

3. No Reino Unido continua a saga da tentativa de saída da União Europeia, tendo o Parlamento britânico forçado o primeiro-ministro Boris Jonhson a enviar ao Parlamento Europeu um pedido de adiamento. No entanto, o Primeiro-ministro continua a tentar aprovar as condições de saída a 31 de outubro (ver notícia). As notícias relacionadas com este assunto trazem à atualidade linguística termos ingleses como o muito conhecido "Brexit" (amálgama de «British exit»), relativamente ao qual recordamos que, sendo uma palavra estrangeira, deve ser grafada em itálico ou entre aspas, podendo manter-se a maiúscula. Quanto à forma de pronunciar a palavra, embora o dicionário da Porto Editora só preveja "brégzit", refira-se que muitos falantes têm optado pela pronúncia "bréksit", que é também aceitável (para mais formações sobre a questão da pronúncia de "Brexit", leia-se a nota deixada aqui).

A propósito de questões linguísticas relacionadas com o tema, recordemos alguns artigos divulgados no Ciberdúvidas: "Brexit vs. Bremain", "A Torre de Babel da União Europeia, sem O reino Unido", "O inglês, língua oficial da União Europeia, mesmo depois do Brexit?", "As línguas na Europa: o que mudará com o Brexit?", "Brexit e as patentes: uma oportunidade para Portugal". 

4. Noutro ponto do globo, a ofensiva contra o povo curdo na Síria tem também ocupado as páginas da comunicação social (notícia). Cabe aqui recordar que a língua curda é uma das línguas oficiais do Iraque, que é falada por cerca de 25 milhões de pessoas, principalmente no Médio Oriente, pelas comunidades curdas do Curdistão - correspondente a parte do Irão, Iraque, Síria Turquia - e também do Líbano, Arménia e Geórgia. Esta língua tem sido ameaçada pela sua proibição na Síria e pela punição pelo seu uso na Turquia. 

5. A atualidade passa também pela Catalunha e, em particular pela sua capital, Barcelona, a «cidade angustiada» (expressão utilizada pelo jornal espanhol El Periódico), que tem sido palco de confrontos mais ou menos violentos entre manifestantes e forças da ordem, na sequência dos protestos contra a condenação pelo Tribunal Supremo espanhol dos 12 dirigentes políticos. O Ciberdúvidas tem vindo a registar diversos apontamentos relacionados com a Catalunha, entre os quais recordamos «O significado de estamento», «Orchata», «O apelido Cataluna» e a notícia de 2008 que dava conta que a língua portuguesa tem  «cada vez mais adeptos na Catalunha». 

6. Na atualidade relacionada com a língua, deixamos os seguintes destaques: 

— O lançamento da obra Assim nasceu uma língua, de Fernando Venâncio, com a chancela da editora Guerra & Paz;

— A solicitação de entrada na CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) feita pelos Estados Unidos (notícia); 

— Um projeto de ensino do português em França recebeu mais de 100 candidaturas (notícia).