O significado de estamento - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O significado de estamento

Interessado em Ciência Política, consultei a "Teoria geral do Estado", da autoria de Reinhold Zippelius, com tradução para português de Karin Praefke-Aires Coutinho e coordenação de J. J. Canotilho, numa edição da Fundação Calouste Gulbenkian. A página 72 tem a seguinte passagem:
«Encontravam-se "muitas vezes frente a frente, dois Estados no Estado, um aparelho do príncipe e um aparelho estamental; príncipe e estamentos têm tropas, autoridades, tesouros, representações diplomátics próprias (...).»
Não tendo logrado obter, até ao momento, o significado de «estamento», recorro ao apoio de Ciberdúvidas.

Carlos Magalhães Queiroz Oficial da Armada reformado Viana do Castelo, Portugal 4K

O Dicionário Houaiss regista estamento com três acepções: «estado ou condição em que alguém pode substituir ou permanecer»; «congresso, assembleia»; «grupo de indivíduos com análoga função social ou com influência em determinado campo de actividade». As duas primeiras são pouco usadas, mas a segunda é mais frequente em registos ligados à sociologia. Podemos, pois, considerar que a palavra, no contexto apresentado, assume esse terceiro significado, sendo próxima da noção de «classe, ordem, estado social».
Segundo José Pedro Machado (Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa), trata-se simplesmento de um derivado de estar. O Dicionário Houaiss esclarece que a palavra deriva do catalão medieval “estament”, tendo sido usada no antigo reino de Aragão para designar «cada um dos estados que concorriam às Cortes e participavam delas, eram eles os clérigos, os nobres, os cavaleiros e as universidades; cada um dos corpos colegisladores estabelecidos pelo estatuto real, que eram o dos próceres, o dos procuradores do reino». O mesmo dicionário explica ainda que a ampliação semântica da palavra se deve à obra de Marx Weber (1864-1920).

Carlos Rocha
Áreas Linguísticas: Etimologia; Léxico