Sobre advérbios de quantidade e quantificadores - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sobre advérbios de quantidade e quantificadores

1. Gostaria que me dissessem se os advérbios de quantidade desapareceram, com a TLEBS (Dicionário Terminológico);

2. Há gramáticas que não contemplam os quantificadores existenciais: afinal, eles existem, ou não?

Muito obrigado e continuação do óptimo trabalho que vêm desenvolvendo, ao longo de todos estes anos.

Fernando Pereira Professor Leiria, Portugal 16K

Consultando o DT, encontramos, na classe aberta de palavras, os advérbios. Com as respectivas classes: de predicado, de frase, conectivo de negação, de afirmação, de inclusão e exclusão, interrogativo e relativo. Sobre os advérbios de quantidade e grau, podemos ler:

«Advérbio de quantidade e grau
Advérbio que contribui com informação sobre grau ou quantidade, que pode ocorrer internamente ao predicado (i) ou como modificador de grupos adjectivais (ii) ou adverbiais (iii). Alguns destes advérbios são utilizados para a formação do grau dos adjectivos e advérbios (iv).
 Exemplos
(i) Os rapazes comeram muito.
(ii) Tu estás [demasiado cansada].
(iii) Tu corres [excessivamente depressa].
(iv) Ele é mais alto do que tu

Por sua vez, na classe fechada de palavras, encontramos os quantificadores que se dividem em quantificador universal, existencial, numeral, interrogativo e relativo. Sobre o quantificador existencial, diz-se:

«Quantificador existencial
Quantificador utilizado para asserir a existência da entidade designada pelo nome com que se combina sem remeter para a totalidade dos elementos de um conjunto (i) ou para expressar uma quantidade não precisa (ii) ou relativa a um valor considerado como ponto de referência (iii).
 Exemplos
São quantificadores existenciais:
algum / alguns
bastante(s)
pouco(s)
tanto(s)
vários / várias
(i) Alguns alunos faltaram ao teste. (do conjunto de alunos considerados só uma parte faltou ao teste)
(ii) Vários alunos faltaram ao teste. (uma quantidade não precisa de alunos faltou ao teste)
(iii) Muitos alunos faltaram ao teste. (o número de alunos que faltou ao teste é superior à quantidade média).»

Podemos, pois, dizer que existem advérbios de quantidade e grau, tal como quantificadores existenciais.

Termino agradecendo as suas palavras simpáticas e desejando-lhe um bom trabalho.

Edite Prada
Tema: Classes de palavras Classe de Palavras: advérbio