Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Oração subordinada introduzida pelo pronome onde

A segunda parte da seguinte frase é uma oração subordinada adverbial, iniciada por «onde»? Creio que não. Caso seja, sou obrigada a colocar uma vírgula, estou certa?

«Faz hoje anos que o Luís iniciou uma digressão pelo Oriente(,) onde visitou Hong Kong e Macau.»

Agradeço muitíssimo a vossa atenção.

Filipa Carvalho Supervisora documentação Lisboa, Portugal 915

       Se a oração «onde visitou Hong Kong e Macau» fosse uma subordinada adverbial, que não é, não precisaria de ser antecedida de vírgula porque se encontra na sua posição canónica, isto é, após a oração subordinante.

      No entanto, trata-se de uma oração subordinada adjetiva relativa explicativa, introduzida pelo pronome relativo «onde», tornando obrigatório o uso da vírgula: «Faz hoje anos que o Luís iniciou uma digressão pelo Oriente, onde visitou Hong Kong e Macau.»

      O mesmo  pronome relativo «onde» introduz também a oração subordinada substantiva relativa, que pode cumprir a função sintática de, por exemplo, complemento direto da oração subordinante, não sendo, portanto, separado por vírgula:

       «Ela sabe onde está o carro.» 

Fontes:

Dicionário Terminológico

RAPOSO, Eduardo et al. (orgs).Gramática do Português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2013

ROCHA, Maria Regina, Gramática do Português. Porto: Porto Editora, 2016

Aura Figueira
Áreas Linguísticas: Sintaxe Campos Linguísticos: Orações