Uma oração subordinada adjetiva relativa restritiva vs. oração subordinada adverbial consecutiva - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Uma oração subordinada adjetiva relativa restritiva
vs. oração subordinada adverbial consecutiva

Gostaria de saber a classificação da oração subordinada a seguir:

«Os cães faziam uma zoada que ensurdecia os vizinhos.»

Temos na oração «que ensurdecia os vizinhos» uma oração subordinada adjetiva restritiva ou subordinada adverbial consecutiva? Podemos ter as duas orações? Há ambiguidade de sentido podendo ter dois tipos de orações (adjetiva e consecutiva)?

Obrigado.

Luis Carlos Alves dos Santos Telefonista Carapicuíba, Brasil 762

Na frase apresentada está incluída uma oração subordinada adjetiva relativa restritiva, «que ensurdecia os vizinhos». Esta é introduzida pelo pronome relativo que que retoma o antecedente zoada, tal como se pode observar na transformação da frase complexa em duas frases simples:

(1) «Os cães faziam uma zoada. A zoada ensurdecia os vizinhos.»

Para que a oração que agora consideramos fosse uma subordinada adverbial consecutiva teria de depender, de acordo com a norma, de uma quantificação expressa por um antecedente tal/ tamanho na oração subordinante:

(2) «Os cães faziam uma zoada tal que ensurdecia os vizinhos.»

(3) «Os cães faziam tamanha zoada que ensurdecia os vizinhos.»

Os sentidos das duas frases são também, naturalmente, diferentes. Enquanto na frase (1) se afirma que a zoada ensurdece os vizinhos, nas frases (2)  e (3) apresenta-se uma consequência da zoada: os vizinhos ficam surdos.

O antecedente tal pode não ser expresso em frases exclamativas como (4) (cf. Raposo et al.Gramática do Português. p. 2169)

(3) «Estava uma zoada que ensurdecia os vizinhos!» 

Para concluir, uma vez que a frase apresentada não é exclamativa, só num contexto informal e pouco normativo seria possível interpretar que esta integra uma oração subordinada adverbial consecutiva. Assim sendo, a frase inclui uma oração subordinada adjetiva relativa restritiva. 

Carla Marques
Tema: DT (Dicionário Terminológico) Classe de Palavras: substantivo
Áreas Linguísticas: Sintaxe Campos Linguísticos: Orações