Sobre a frase «Ele dá pulos de tão contente que está» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sobre a frase «Ele dá pulos de tão contente que está»

Numa aula, surgiu a dúvida em relação à classificação das orações que constituem a seguinte frase complexa: «Ele dá pulos de tão contente que está.»

«Ele dá pulos» é uma oração subordinante. Qual a classificação da oração «de tão contente que está»?

Agradeço a ajuda.

Isabel Jorge Professora Lisboa, Portugal 42

A construção em causa tem vários níveis de análise.

Ao nível da frase, podemos identificar o constituinte sublinhado em (1):

(1) «Ele dá pulos [de tão contente que está].»

Este constituinte é introduzido pela preposição de, pelo que se trata de um grupo preposicional com valor causal equivalente ao constituinte destacado em (2):

(2) «Ele dá pulos [porque está contente].»

No nível do grupo preposicional, podemos identificar o advérbio de grau tão, que, em conjunto com o adjetivo contente, forma o grau superlativo absoluto analítico.

A modificar o adjetivo contente encontra-se ainda uma oração subordinada exclamativa. Este tipo de oração é introduzido por uma palavra qu- que assinala a palavra exclamativa que constitui o foco da exclamação: neste caso, que é um marcador expletivo que assinala o adjetivo contente como foco da exclamação1.

Note-se ainda que esta oração subordinada exclamativa poderá surgir como uma frase exclamativa autónoma:

(3) «Que contente que ele está!»

Refira-se a propósito que as orações subordinadas exclamativas não integram os conteúdos do ensino básico ou secundário, pelo que a sua análise e interpretação deverão ocorrer noutros níveis de reflexão.

 

1. Para mais informações sobre este tipo de construção, cf. Raposo et al., Gramática do português. Fundação Calouste Gulbenkian, sobretudo pp. 1837-1838.

Carla Marques
Tema: DT (Dicionário Terminológico) Classe de Palavras: preposição
Campos Linguísticos: Orações