Concordância verbal com «cada palavra, cada frase» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Concordância verbal com «cada palavra, cada frase»

«Cada palavra, cada frase, que para um leitor descuidado satisfazia o apetite pela fina literatura, para mim era o reflexo inclemente de minha personalidade.»

Na frase acima, poder-se-ia dizer que nela se faz concordância verbal correta?

Obrigado.

Fernando Bueno Engenheiro Belo Horizonte, Brasil 114

A concordância verbal está correta.

Segundo a regra geral da concordância, o sujeito composto impõe ao verbo a forma plural, como se observa em (1):

(1) «Os livros e os jornais foram levados daquele lugar.»

Quando o verbo tem como sujeito o pronome relativo que «concorda em número e pessoa com o antecedente deste pronome» (Cunha e Cintra, Nova Gramática do Português Contemporâneo. Ed. Sá da Costa, p. 497):

(2) ««Os livros e os jornais que foram levados daquele lugar desapareceram.»

Não obstante, como é referido por exemplo por Peres e Móia, «é reconhecido, no entanto, pela maioria dos gramáticos que, quando existem sujeitos compostos, os falantes optam muitas vezes por uma concordância que é ditada menos por razões semânticas que por um simples efeito de proximidade dos constituintes» (Áreas críticas da língua portuguesa. Caminho, p. 447)1. Para confirmar esta afirmação, os autores apresentam frases como por exemplo:

(2) «Lá, estava, em cima da mesa, a caneta com o autor escrevia, os óculos, um livro aberto

(3) «A unidade, a conciliação de esforços é algo que temos de procurar atingir.» (id., ib., p. 448)

Se analisarmos a frase apresentada pelo consulente, e começando pela forma verbal interior à oração subordinada relativa («que para um leitor descuidado satisfazia o apetite pela fina literatura»), verificamos que, na falta de um contexto, o antecedente do pronome relativo que é ambíguo, pois tanto pode ser o constituinte «cada palavra, cada frase» como apenas «cada frase». A constituir este último caso a interpretação correta, a flexão da forma verbal no singular deve-se ao número do antecedente. No caso de o antecedente ser o constituinte composto, «cada palavra, cada frase», podemos considerar que a concordância está também correta, concordando o verbo apenas com o constituinte mais próximo, de acordo com o que ficou exposto atrás.

Quanto à forma verbal era, pertencente à oração subordinante, aplica-se o mesmo raciocínio: sendo o sujeito composto, o verbo, no entanto, não flexiona no plural, verificando-se a opção de uma concordância com o elemento mais próximo.

 

1. O mesmo se preceitua nesta resposta do Ciberdúvidas. 

Carla Marques
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: verbo
Campos Linguísticos: Concordância